28.8 C
Goiânia
sábado, 22, janeiro 2022
- Anúncio -

“Estão querendo garantir recursos ao centrão no período eleitoral”, diz Otoni sobre precatórios

A proposta garanta uma espécie de expansão dos gastos públicos, já que prorroga o pagamento de dívidas federais.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O deputado federal Rubens Otoni (PT) foi um dos dois parlamentares goianos que votaram contra à PEC dos Precatórios, aprovada em primeira votação na madrugada desta quinta-feira (4), na Câmara dos Deputados. O deputado Elias Vaz (PSB) também foi contra a proposta que garante uma espécie de expansão dos gastos públicos, já que prorroga o pagamento de dívidas federais.

Na visão de Otoni, a votação foi apertada, o que comprova a divisão em relação à aprovação do texto-base da Proposta de Emenda da Constituição (PEC). Foram 312 votos favoráveis – quatro a mais que o mínimo necessário para aprovação de uma PEC – e 144 contrários. 57 deputados não votaram.

“Essa PEC é a da mentira, da enganação, do calote. Na verdade é uma dívida que o Governo Federal já tem, dívida líquida e certa. A proposta da PEC é pegar esse recurso e não mais pagar a dívida, dividir em três anos [2022, 2023 e 2024]. É uma grande enganação, uma desculpa para poder receber recursos não para o Auxílio Brasil, na verdade estão querendo garantir recursos ao ‘centrão’ no período eleitoral”, concluiu o deputado.

Os demais parlamentares goianos votaram positivamente para a PEC. São eles: Adriano do Baldy (PP), Alcides Rodrigues (Patriota), Célio Silveira (PSDB), Delegado Waldir (PSL), Dr. Zacarias Calil (DEM), Flávia Morais (PDT), Francisco Jr. (PSD), Glaustin da Fokus (PSC), João Campos (Republicanos), José Mário Screiner (DEM), José Nelto (Podemos), Lucas Vergílio (Solidariedade) Magna Moffato (PL), Professor Alcides (PP), Vitor Hugo (PSL).


Leia mais: Vereadores aprovam projeto que prevê fiscalização contra desperdício de água em Goiânia

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -