32.8 C
Goiânia
sábado, 22, janeiro 2022
- Anúncio -

Vacinação de pessoas do interior em Goiânia tem atrapalhado o avanço na capital, diz diretora em Saúde

Cerca de 21% das doses aplicadas na capital são em pessoas do interior. O dado é comprovado quando os documentos pessoais do imunizado, como o CPF, são colocados no sistema para registrar a aplicação.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

De acordo com Grécia Pessoni, diretora de Vigilância em Saúde de Goiânia, cerca de 21% das doses aplicadas na capital são em pessoas do interior. O dado é comprovado quando os documentos pessoais do imunizado, como o CPF, são jogados no sistema para registrar a aplicação. Grécia relata que a duas semanas, um ônibus vindo do interior, trazendo diversas gestantes, parou próximo a um dos postos de imunização da capital.

“Infelizmente Goiânia também acaba enfrentando essas situações, o que prejudica o atendimento da nossa população aqui”, pontua a diretora. Além dos postos de imunização, outro alvo dos morados do interior é o drive-thru do Passeio das Águas Shopping. Filas quilométricas tem sido registradas nas últimas semanas. A vacinação nos drives ocorre sem a necessidade de agendamento no aplicativo “Prefeitura 24 Horas”.

“O drive-thru acaba sendo um escape para pessoas que não conseguiram fazer o agendamento. Mas não é só em Goiânia. Todas as pessoas de municípios vizinhos que não conseguiram se vacinar na sua cidade, pegam um comprovante de endereço de um parente, um amigo e vem parar no drive de Goiânia”, diz Grécia. A diretora relata que conforme a prática ocorre, “todo tanto que abre, se torna pouco”, devido ao aumento na demanda de pessoas.

Outro fator para o atraso

Outro fator que pode colaborar para a demora no avanço da faixa-etária de imunização em Goiânia é o cálculo para o envio de vacinas. Atualmente, o Ministério da Saúde (MS) envia novas doses baseando-se na quantidade de moradores. O último censo realizado em Goiânia ocorreu em 2010. Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a capital tem cerca de 1.302.001 pessoas. Entretanto, a estimativa de 2020 é de que 1.536.097 pessoas morem em Goiânia nos dias atuais.

“As pessoas mudam. Algumas populações de municípios estão superestimadas, daí eles recebem mais doses e conseguem avançar. Já outros municípios, não só Goiânia, mas também da Região Metropolitana, as vezes tem mais dificuldades pois recebem muitas pessoas do interior que vem trabalhar, estudar e acabam ficando”, finaliza Grécia Pessoni.


Leia mais: Caiado “busca recolocar nosso estado nos trilhos”, diz Daniel Vilela, em Aruanã

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -