Rogério Cruz acredita que o momento tranquilo da prefeitura auxilia na transição de governo

De acordo com Rogério Cruz, houve uma conversa no domingo (29), antes mesmo de começar a contagem dos votos, quando ficou decidido que, até a próxima terça-feira (08), a lista de secretários que serão nomeadas já estará pronta.

0
Prefeito eleito de Goiânia, Rogério Cruz, fala sobre a transição de governo
A transição de governo é uma norma do Tribunal de Contas do Município (TCM). (Foto: Mateus Oliveira / Rádio Bandeirantes Goiânia)

O vice-prefeito eleito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), acredita que o momento fiscal e social da Prefeitura de Goiânia, facilita a transição do governo de Iris Rezende (MDB) para o eleito Maguito Vilela (MDB). “É um momento tranquilo, com respeito as determinações do prefeito. As obras que hoje existem e que daremos continuidade, já estão licitadas e com dinheiro em caixa para pagamento”, revela.

De acordo com Rogério Cruz, houve uma conversa no domingo (29), antes mesmo de começar a contagem dos votos, quando ficou decidido que, até a próxima terça-feira (08), a lista de secretários que serão nomeadas já estará pronta. A transição de governo é uma norma do Tribunal de Contas do Município (TCM).

Participação da coligação

Ao todo, seis partidos fazem parte da coligação original de Maguito Vilela nestas eleições em 2020. São eles: PMB, PTC, Patriota, MDB, Republicanos e PCdoB. O Partido Liberal (PL), declarou apoio no segundo turno assim como o PT e outros que também adentraram na campanha. Sobre a participação da coligação nesta fase de transição, Rogério explica que há uma segunda parte em que contará com a participação dos mesmos.

“Na segunda etapa, sim. É normal que os presidentes de partidos que estão desde o início e os que vieram depois, façam parte e apresentem seus nomes técnicos para fazer parte da nossa administração com Maguito Vilela”, diz.

Declaração de Iris

Na manhã de segunda-feira (30), o prefeito de Goiânia, Iris Rezende disse, durante coletiva de imprensa que, Daniel Vilela, filho de Maguito e presidente do MDB em Goiás, tem autoridade para assumir a “chefia” da gestão. Além disso, o emedebista citou Rogério Cruz. Sobre isso, ele acredita que a declaração se referia a esse momento de transição.

“A colocação que ele fez era justamente sobre esse momento de transição, de Daniel poder estar do meu lado e como sempre digo, nunca tive dificuldade de ouvir e de aprender. Para mim será um prazer sempre tê-lo ao meu lado enquanto Maguito não está conosco para tomar as decisões”, ponderou Rogério. Segundo ele, a presença de Daniel é para sugestões, orientações, assim como Agenor Mariano que, foi coordenador de campanha do MDB. Maguito foi eleito no 2º turno, com 52,60% dos votos válidos.

Confira a entrevista na íntegra com o vice-prefeito eleito em Goiânia, Rogério Cruz.


Leia mais: Ministério Público Eleitoral apura suposto esquema de compra de votos em Goiatuba