Novo decreto de Goiânia mantém atuais regras por mais 14 dias

Novo decreto permite que dois músicos se apresentem em bares e restaurantes

0
Decreto Goiânia Rogério Cruz
Foto: divulgação/prefeitura de Goiânia.

A prefeitura de Goiânia decidiu manter por mais 14 dias as mesmas medidas que já vinham sendo cumpridas pelo atual decreto que termina hoje. Com o novo documento, o município posterga as atuais regras até 22 de junho.

O prefeito Rogério Cruz optou por manter as mesmas determinações no novo decreto ouvindo os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde e do governo em geral e também devido aos números de casos de covid-19 na capital

“A Secretaria de Governo informa que o prefeito Rogério Cruz decidiu, após análise apurada dos números e variáveis do vírus COVID-19 com os técnicos do Governo Municipal, manter os atuais regramentos em vigor por mais 14 dias acrescidos da possibilidade de 02 músicos, voz e violão, respeitados todos os protocolos”, diz trecho da nota da prefeitura enviada à imprensa.

O novo decreto deve ser publicado ainda nesta terça-feira (8) pela prefeitura de Goiânia. Também hoje a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou os dados da testagem de antígeno da covid-19 que foi realizado ontem em 3.865, deste grupo 606 pessoas testaram positivo, isso representa 7,9%.

Continua funcionando da seguinte forma:

– 9 horas às 17 horas – Estabelecimentos de comércio e centros comerciais

– 12 horas às 20 horas – Estabelecimentos de serviços

– 11 horas às 23 horas – Bares, restaurantes, lanchonetes e pit dogs

– 10 horas às 22 horas – Shoppings centers, galerias e congêneres

– 12 horas às 21 horas – Salões de beleza e barbearias

– 6 horas às 23 horas para distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência

Eventos podem ser realizados com limite de 75 pessoas. Academias podem funcionar com capacidade de 30% e respeitando o distanciamento. Cultos, missas, celebrações e reuniões coletivas das organizações religiosas seguem permitidas, mas com capacidade de 30% e intervalo de 3 horas entre cada atividade. 

A única alteração foi a permissão para que dois músicos (voz e violão) possam se apresentar em bares e restaurantes, que poderão funcionar com lotação máxima de 30% da capacidade de pessoas sentadas e no máximo cinco pessoas por mesa. 


Leia mais: Vídeo: João Doria é criticado após aparecer em hotel de luxo sem máscara