Escalonamento em Goiânia poderá ser obrigatório a partir da próxima semana

0
Foto: Divulgação

Em entrevista ao Jornal Bandeirantes nesta sexta-feira (8), o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec), Walison Moreira, informou que vai recomendar ao Comitê de Crise contra o Coronavírus, a determinação escalonamento de abertura de empresas em Goiânia. Na prática, se acatado, os estabelecimentos serão obrigados a abrirem apenas nos horários determinados pelo decreto municipal.

Segundo dados da Sedect, 64% dos estabelecimentos continuam abrindo às 07h ou às 08h, ou seja, não seguem a orientação divulgada pelo Paço Municipal. “Com essas informações, a Sedect está submetendo ao comitê de crise, a sugestão de revisão do decreto para primeiro passarmos de recomendação para determinação”, explicou o secretário.

De acordo com ele, com a modificação a Central de Fiscalização Covid-19, composta por fiscais de diversas áreas, “poderia trabalhar de forma mais incisiva nas empresas com notificações, multas ou até mesmo interdição”.

Walison lamentou que as empresas não tenham conseguido se adaptar ainda a nova realidade. “Pelos nossos monitoramentos o nosso primeiro mês de isolamento social o goianiense obedeceu muito bem, as empresas e as pessoas, mas de umas duas, três semanas o isolamento está ficando baixo. E nós esperávamos que somente a recomendação já pudesse fazer efeito, no entanto isso não aconteceu”, comentou.

Segundo o secretário, a Sedect já está finalizando a minuta com proposta de modificação no decreto e será apresentado ao prefeito na reunião da próxima segunda-feira (11). Além do pedido para que o escalonamento seja uma determinação municipal, haverá também, de acordo com Walison, ajustes em relação aos tipos de estabelecimentos e horários. “A sugestão foi da CMTC que percebeu o aumento das pessoas nos terminais, sugeriu para prefeitura e acatou. Agora a Sedect está fazendo pesquisas para poder ajustar a realidade que estamos passando”, finalizou.

De acordo com Walison, a partir da reunião, o novo decreto com a obrigatoriedade do escalonamento pode sair já na segunda ou terça-feira (12).

Leia mais:

Homem que fugiu do HCamp com coronavírus é encontrado pela PRF em Santa Catarina