19.8 C
Goiânia
domingo, 26, junho 2022
- Anúncio -

Daniel Vilela faz viagem ao interior em encontro do MDB e fala em maturidade política

Evento ocorreu com lideranças políticas do partido em Porangatu

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Em viagem pelo interior do estado, Daniel Vilela fala em maturidade entre a classe política com o intuito de apresentar à população propostas relevantes neste processo político.

Presidente do MDB em Goiás, Vilela foi convidado (e aceitou) para ser o vice de Ronaldo Caiado nas eleições de 2022 — na chapa para o governo do estado. Neste sábado (2), o emedebista participou de evento do partido, em Porangatu.

“É preciso ter maturidade e sabedoria da classe política para termos unidade e buscarmos, com bons propósitos e princípios, atitudes e ações que possam permitir aos goianos a viver melhor”, declarou Daniel.

Junto a Daniel, também participaram do encontro vereadores, prefeitos, dirigentes e filiados da legenda das cidades de Formosa, Estrela do Norte, Santa Tereza, São Miguel do Araguaia, Bonópolis, Uruaçu, Mutunópolis, Mundo Novo, Novo Planalto, Goiânia, Anápolis e Rio Verde.

A reunião política ocorreu no Sindicato Rural de Porangatu, teve como pauta principal as eleições de 2022. Antes, em nota, Daniel havia dito que busca consolidar trabalhos naquela região e que esse seria um dos temas da conversa.

“Vamos discutir ideias e propostas que permitirão mais avanços naquela região e que irão potencializar as melhorias que o governo do estado conseguiu viabilizar até aqui. Queremos conversar de perto com os companheiros que têm muito a contribuir com Goiás”, explica Daniel Vilela. 

Com Daniel Vilela na chapa com Caiado almejando o governo do estado, os emedebistas discutem também as candidaturas para o Congresso e para a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em 2022.

“Temos lideranças dispostas a concorrerem a vagas na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. E estamos motivando e incentivando outros companheiros a encamparem esse projeto”, acrescenta Daniel. 


Leia mais: Vice-presidente Mourão diz que Brasil precisa preservar ao menos 80% da Amazônia

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -