Cleber Gaúcho ressalta postura arrojada do GEA: “já provamos que não tememos ninguém”

Treinador levou Grêmio Anápolis à inédita final do Goianão e conquistou também uma vaga para a Série D do Brasileirão

0
7
Treinador garantiu time arrojado diante do Vila Nova na final (Foto: Divulgação / GEA)

O Grêmio Anápolis vive um momento histórico na sua existência. Além da conquista inédita da Final do Goianão, o time também conseguiu uma vaga no Brasileirão Série D e pela primeira vez irá disputar uma competição nacional.

Após conquistar o grande trunfo na competição até aqui, eliminar o atual campeão, Atlético, o treinador Cléber Gaúcho ressaltou a postura do Grêmio ao longo da competição e garante que chega na final tão forte quanto o Vila Nova:

“Nós sabemos que vamos chegar fortes também. Respeito muito o Vila Nova, mas não tememos ninguém e provamos isso durante nossa campanha na competição. O Grêmio tem um projeto de desenvolver jovens atletas para o mercado. Esses meninos estão em ascensão e estão sendo gigantes, isso por si só já nos projeta de uma maneira muito grande”.

Ele comemora também as conquistas inéditas para o Grêmio Anápolis: “É inédito na história do clube, uma vaga na Série D e chegar na final da competição despachando o grande time do campeonato que o Atlético. Isso enche todos nós de orgulho”, finaliza.  

Início vitorioso

Assim como o jovem clube anapolino, a carreira de treinador de Cléber Gaúcho é nova. Colhendo frutos já de maneira tão apressada, ele fala um pouco sobre suas inspirações como profissionais e relembra grandes nomes brasileiros para a construção de sua identidade como comandante:

“Desde quando eu era jogador, já projetava minha carreira como treinador então por todo mundo que me dirigia, eu tirava uma coisa. Tirei muitas coisas do Geninho, excelente gestor de grupo, o Edson Gaúcho, Antônio Lopes, (Paulo) Bonamigo, Gilson Kleina, Celso Roth com uma marcação agressiva…todos esses caras me ensinaram muito, tentei extrair o máximo deles”, finaliza.


Leia mais: Com incríveis 26 cobranças de pênaltis, G. Anápolis supera o Dragão e está na final