22.8 C
Goiânia
sábado, 18, setembro 2021
- Anúncio -

Adson lamenta eliminação mas ressalta confiança: “orgulho da minha equipe”

Presidente rubro-negro fala em “dor na alma” após eliminação mas garante que Atlético não sentirá o golpe

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

O sonho do Tricampeonato para o Atlético Goianiense acabou. Após vencer o Grêmio Anápolis por 2×1 e devolver a derrota do jogo da ida (1×0 no Jonas Duarte), o Dragão foi eliminado nos pênaltis pelo Grêmio em uma sequência de incríveis 26 cobranças. Janderson e João Paulo erraram para o Dragão.

Apesar de lamentar profundamente a eliminação, o presidente do clube, Adson Batista, pede calma e garante que a confiança com o trabalho que vem sendo realizado:

“A confiança segue em alta, eu confio muito no trabalho que estamos fazendo, já fui ao vestiário demonstrar isso aos atletas e à comissão técnica. No momento do jogo até tive um desentendimento com o Jorginho, mas é coisa de jogo. Eles tem meu total respaldo e o Atlético não vai acusar essa eliminação, temos que focar na Copa Sul-americana, Brasileiro da Série A e Copa do Brasil, o Atlético segue”.

Além disso, Adson ressaltou os méritos do adversário, que se mostrou muito duro nesse duelo: “Nosso adversário mereceu, o Cléber Gaúcho começou muito bem a sua carreira, montou um esquema que dificultou muito o nosso jogo, está de parabéns. O futebol é isso, infelizmente aconteceu com a gente em um momento decisivo. A gente queria muito esse tricampeonato, dói no fundo da alma, mas na dor a gente cresce também, vamos apegar nas coisas boas”.

Ele finaliza criticando a dura sequência de jogos pela qual o Dragão vem falando e isenta os atletas pelo desgaste sentido: “Esse calendário de pandemia complica muito nossa vida, o Atlético veio arrebentado para o jogo, pode até ser que essa eliminação signifique um livramento, quem sabe se continuássemos não estaríamos depois com um caminhão de jogadores lesionados, isso é desumano. Os caras são gente, sente, ninguém aqui é robô”.


Leia mais: Com incríveis 26 cobranças de pênaltis, G. Anápolis supera o Dragão e está na final

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -