Ronaldo Caiado reafirma defesa da Copa América em Goiás

Em entrevista coletiva na manhã da última segunda-feira (7), o governador Ronaldo Caiado reafirma defesa da Copa América em Goiás e diz que posições contrárias são ''ideológicas''.

0
O governador não falou especificadamente da posição do COE e nem do documento do Ministério Público, mas disse que age motivado pela ciência. (Foto: Divulgação)

Em entrevista coletiva na manhã da última segunda-feira (7), o governador Ronaldo Caiado reafirma defesa da Copa América em Goiás e diz que posições contrárias são ”ideológicas”, após o Centro de Operações Emergenciais (COE) ter sido contra e o Ministério Público de Goiás (MP-GO) recomendado que o estado não seja sede da Copa América.

O governador não falou especificadamente da posição do COE e nem do documento do Ministério Público, mas disse que age motivado pela ciência. ”Me entristece muito ver um país priorizando ideologia em detrimento da ciência. Eu sou médico, e acho que as decisões, quando se enfrenta uma pandemia, tem de ser baseada na ciência, não pode ser na ideologia”.

Questionado sobre o crescimento das internações em Goiás e a preocupação com a realização do evento, Ronaldo Caiado completa. ”Nos demais torneios, não existe essa pergunta” (sobre risco de aumento de contaminação com os jogos).

A recomendação do Ministério Público assinada por quatro promotores e encaminhada ao governo na semana passada, cita a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermaria nos hospitais estaduais, municipais e privados aqui da capital, além dos decretos de protocolos de enfrentamento a doença e a decisão do Centro de Operações Emergenciais (COE).