Preço da passagem de ônibus pode cair para menos de R$ 3

0
559
Transporte coletivo Goiânia
Foram realizadas 516 entrevistas válidas, determinando uma margem de erro de 4,31% para os resultados gerais. (Foto: Reprodução)

Em entrevista à Rádio Bandeirantes Goiânia nesta quinta-feira,13, o presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) , Benjamin Kennedy, disse que o valor da tarifa do transporte coletivo da Região Metropolitana poderá ser reduzida consideravelmente em janeiro de 2020.

Para que isso acontece é preciso que seja criado um fundo de financiamento para o transporte coletivo, que deve ser encaminhado pelo Governo de Goiás à Assembleia Legislativa e aprovado pelos deputados.

Ouça entrevista completa!

Com a criação, outras fontes de financiamento como recursos  de impostos do serviço de transporte individual de passageiros via aplicativos, regulamentação de parquímetros em Goiânia e ainda  reajuste no valor do Licenciamento Anual de Veículos  irão custear as chamadas gratuidades , que são as tarifas de idosos , estudantes , deficientes  entre outros.

Presidente da CMTC,Benjamin Kennedy, durante entrevista à Rádio Bandeirantes (Foto: Rodrigo Augusto)

Ainda de acordo com o presidente da CMTC, a criação do fundo de financiamento depende , por exemplo, entre outras coisas do interesse do Governo de Goiás que deve encaminhar a proposta para o legislativo.

Benjamim kennedy ainda acredita que “algo em torno de R$ 140 milhões/ ano” seriam arrecadados para serem investidos também em melhorias para o transporte público.

Com essas fontes de arrecadação, o presidente da CMT acredita que será possível reduzir o custo da tarifa transporte coletivo para o usuário comum, que hoje para R$ 4,30. Segundo Benjamin Kennedy, esse valor ficaria entre R$ 2,85 e R$ 3,40.

Leia também:

Prefeito autoriza construção de Hospital Veterinário de Goiânia