“Nunca vi uma situação igual, em termos de uso político, como o que havia na UEG”, diz secretário

0
Reestruturação da UEG visa reorganizar estrutura utilizada para fins políticos, segundo Secretário. Foto: Sara Queiroz

O titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), Adriano Rocha Lima, declarou nesta quarta-feira, 22, que a reestruturação da UEG tem intenção reorganizar uma estrutura que estava sendo utilizada para fins políticos, bem como equilibrar as contas.

“Nunca vi uma situação igual, em termos de uso político, como o que estava sendo feito na UEG”, declarou o secretário em entrevista ao Jornal Bandeirantes. Segundo Adriano da Rocha Lima, o esquema afetava, sobretudo, a criação de novos cursos na instituição. Isso porque, conforme argumentou o titular da Sedi, dezenas de graduações foram criadas sem critérios que levassem em conta, por exemplo, mercado local e demanda de professores qualificados para a área.

O secretário falou, ainda, sobre a medida de enxugamento dos campus da UEG. A partir da reforma, os campus serão reduzidos de 41 para 8. Apesar disso, Lima garantiu que a medida não irá afetar o número de vagas, uma vez que os 33 restantes serão transformados em unidades universitárias vinculadas aos campus de cada região.

Confira a entrevista completa:

Leia mais:

Restruturação da UEG: Caiado anuncia o que vai mudar com a Reforma Administrativa