Novo centro de compras oferece 1.000 vagas de emprego em Goiânia

0
Os primeiros 200 currículos selecionados para a área comercial vão ganhar capacitações gratuitas. Foto: Divulgação

A partir desta sexta-feira, 11, o Shopping Gallo, que será inaugurado no próximo dia 30, na região da 44, começa a receber os currículos para mil vagas que estão disponíveis nas novas lojas do local.Os primeiros 200 currículos selecionados para a área comercial vão ganhar capacitações gratuitas.

A maioria das vagas são para atendente, vendedor e caixa. Haverá também contratações para cargos como chapeiro, cozinheiro (a), ajudante de cozinha, cabelereiro (a), manicure, gerente de loja e estoquista. Segundo informações repassadas pelos responsáveis do empreendimento, as principais exigências é possuir o ensino médio completo e ter experiência na função.

Os interessados nas vagas devem acessar, de 11 a 18 de outubro, o site www.shoppinggallo.com.br, clicar na aba “Trabalhe conosco”, localizada no rodapé do portal, e cadastrar o currículo de forma gratuita.

De acordo, com o superintendente do Shopping Gallo, Célio Abba, a intenção do Shopping Gallo em fazer a triagem desses currículos é facilitar e agilizar o processo de contratação para o lojista. “Queremos ajudá-lo a encontrar um perfil adequado e comprometido em manter a qualidade de atendimento da loja e, consequentemente, do nosso centro de compras”, comentou.

O novo centro de compras comportará mais de 500 lojas com foco no atacarejo.

Capacitação

O também firmou parceria com uma empresa de desenvolvimento organizacional para oferecer o curso “Venda mais Moda”. A intenção é qualificar a mão de obra e oferecer mais oportunidades para quem busca uma chance de emprego no mercado de trabalho.

O curso tem carga horária de 8 horas e será ministrado das 8 às 18 horas. Ao cadastrar o currículo, o interessado pode assinalar a opção que confirma o seu interesse em saber mais sobre esta iniciativa, porém a capacitação não possui conexão direta com as vagas de emprego disponíveis.

“Seja para trabalhar no shopping ou não, nossa intenção é capacitar esse trabalhador e lhe proporcionar um diferencial na hora do processo seletivo, além de profissionalizar ainda mais a região oferecendo mão de obra direcionada e qualificada”, afirma Célio Abba.

Leia mais:

Processo seletivo oferece 2.524 vagas para vigilantes penitenciários