Governo busca alternativas “fora da caixa”, diz vice de Caiado

0
589
Vice-governador Lincoln Tejota durante entrevista à Rádio Bandeirantes Goiânia (Foto: Rodrigo Augsto)

Nesta quarta-feira,22, o vice-governador de Goiás Lincoln Tejota (PROS) disse ao Jornal Bandeirantes que o Governo de Goiás precisa de ajuda (do Governo Federal) para voltar investir. O vice de Ronaldo Caiado foi enfático ao apontar que , no momento, a gestão não consegue realizar grandes investimentos.

Segundo o vice-governador, a atual gestão assumiu o governo com 99% da capacidade de empréstimos já utilizados. “Não imaginávamos que a situação do Estado estava agravada desse tanto”, pontuou. Ele ainda explicitou que não há previsão para grandes investimentos nos próximos meses.”Não tem como falarmos em investimento. O que vamos deixar de pagar para investir?”, destacou.

Tejota apontou que a utilização do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) – caso a Medida Provisória articulada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) seja editada e aprovada – será  saída para enfrentar as dificuldades financeiras. “Vejo isso como um avanço. Sabemos da dificuldade. Hoje, simplesmente não temos recursos para investir e há necessidade urgente e imediata de investimentos. Está é uma saída emergencial”, sublinhou.

Tejota assegura que governo Caiado está buscando alternativas “fora da caixa” para atrair investimentos (Foto: Rodrigo Augusto)

Questionado sobre quando o governo irá iniciar obras e investimentos, o vice-governador não apontou nenhuma data. Tejota destacou mais uma vez que a situação financeira do estado é crítica. “Particularmente não consigo precisar isso. Estamos muito enrolados, não é o governo que está enrolado: o Brasil está enrolado”, disse.  

Tejota apontou que o governo tem buscado alternativas “fora da caixa” para viabilizar recursos para investimentos. “Estamos discutindo com outros grupos. Por exemplo, temos grupos da Espanha e de Dubai que querem nos ajudar na área de infraestrutura, construindo imóveis mais baratos”, citou.

Lincoln Tejota embarca para à China no próximo sábado,25, para uma “missão oficial”. No país oriental, o vice-governador irá se reunir com o vice-presidente chinês com objetivo de continuar estreitando laços comerciais na parceria bilateral que completa 45 anos.

Pagamento

Sobre o pagamento da folha do mês de dezembro de 2018, que foi parcelado, o vice-governador disse que a gestão de Ronaldo Caiado está trabalhando para quitar os débitos. Tejota resultou que  o atual governo herdou um problema do governo anterior.

“Nós assumimos esse problema, ele não é um problema do governo. Quem deixou de empenhar a folha foi o governo anterior. Hoje, estamos resolvendo um problema que foi deixado, mas isso não nos tira a responsabilidade e a preocupação de resolver isso logo.

Estradas

Tejota assegura que o governo está preocupado com a situação das rodovias estaduais. Ele apontou que a manutenção das vias é uma das prioridades e que esse tipo de investimento “não é luxo, é necessidade”. O vice-governador reconheceu que a situação da malha viária no estado é crítica.”Um dos maiores investimentos que precisamos fazer é nas rodovias, elas estão em mais de cinco mil quilômetros em condições irregulares”, pontuou

Tejota também falou sobre outros assuntos relacionados ao Governo do Estado de Goiás. Ouça a entrevista completa !