20.8 C
Goiânia
quinta-feira, 27, janeiro 2022
- Anúncio -

Governador vai responder a ofício que Goiás não fechou nenhum hospital nesta pandemia

Subprocuradoria-Geral da República enviou ofício aos governadores para enteder o porquê houve fechamento de hospitais nesa pandemia

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O governador Ronaldo Caiado (DEM) respondeu nesta terça-feira (20) que o estado de Goiás não fechou nenhum hospital destinado a pacientes vítimas de covid-19 durante a pandemia. A fala do chefe do Executivo foi devido ao ofício enviado aos governadores pela Subprocuradoria-Geral da República questionando os fechamentos de hospitais de campanha em todo o país.

“No final do dia [segunda-feira (19) eu fui informado realmente que veio um ofício, interessado a mim, e que realmente ele será respondido pelo Governo e com uma informação que é importante para que todos saibam: nós nunca desativamos nenhum hospital no estado de Goiás. Pelo contrário, nós ampliamos os hospitais que atendem e ampliamos os leitos”, disse o governador.

O governador explicou ainda que o que será respondido ao MPF será que nenhum hospital de competência de Goiás foi fechado, mas, sim, o Hospital de Campanha de Águas Lindas, ersponsabilidade do governo federal.

“O único Hospital de Campanha que foi desativado foi o Hospital de Águas Lindas. Mas ele não era do Governo Estadual, era um Hospital de Campanha do Governo Federal e foi desativado no mês de outubro. Então, o único hospital desativado não foi hospital do Estado de Goiás, certo? De Goiás nós ampliamos. Todos. Nós ampliamos e aumentamos convênios com outros hospitais, atingindo 21 municípios do Estado de Goiás”, completou.

A fala do governador ocorreu na manhã desta terça-feira (20), quando ele recebia a segunda dose contra a covid-19, numa escola do Jardim América, em Goiânia.


Leia mais: Aos 71 anos, Ronaldo Caiado recebe a segunda dose da Coronavac

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -