20.8 C
Goiânia
terça-feira, 7, dezembro 2021
- Anúncio -

Governador diz que errou em ter votado em Jair Bolsonaro

Encontro dos tucanos em Goiânia ocorreu neste sábado (7)

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), participou de evento da sigla neste último sábado (7), em Goiânia, e afirmou que errou, como milhões de brasileiros, de ter votado em Bolsonaro.

“Por um lado tinha a certeza que a volta do PT seria ruim, por outro lado de Bolsonaro tinha, talvez, a esperança ainda que pequena que na cadeira de presidente seria o que foi numa cadeira de deputado, onde uma cadeira parlamentar poderia ter um comportamento mais verborrágico, mas na presidência a cadeira pudesse impor um pouco mais de sobriedade ao presidente. Mas errei, errei como erraram milhões de brasileiros junto comigo nessa mesma expectativa, agora nós precisamos trabalhar para corrigir esse erro”.

O político gaúcho viaja pelo país para articular uma possível candidatura à presidência da República, em 2022. Neste encontro na capital de Goiás, estiveram presentes os ex-governadores Marconi Perillo, José Éliton, além de deputados, vereadores e lideranças da sigla.

O governador disse que apesar de ser o nome menos conhecido entre os tucanos com possibilidade de ser escolhido para ser o candidato do partido para 2022, ele destaca que seu nome também é o menos rejeitado e explicou que essa polarização entre Lula e Bolsonaro também tem uma parte expressiva da população que não deseja votar em nenhum dos dois.

“Meu nome é o menos rejeitado entre os nomes tucanos, a pesquisa diz que os dois candidatos que lideram têm os maiores índices de rejeição, ou seja, assim como parte da populaçã está dizendo querer eles, parte também substancial está dizendo que não quer”, disse o político.


Leia mais: Iris Rezende segue em estado crítico, diz boletim de saúde

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -