EXCLUSIVO: Goiás entra com ação contra Alan Mineiro e Vila Nova no caso “cusparada”

Na ação, o esmeraldino pede uma indenização por danos morais no valor de R$ 50 mil.

0
Cusparada Alan Mineiro
O ato do meia que, foi notícia nacional, ocorreu aos 48 minutos do segundo tempo, quando o Goiás vencia o Vila Nova por 1 a 0. (Foto: Reprodução TV Anhanguera)

O Goiás Esporte Clube entrou com uma ação contra o meia Alan Mineiro e o rival Vila Nova, por conta de uma cusparada do meia na bandeira do Goiás, ocorrida no último clássico disputado entre as equipes no Goianão 2021. Na ação, o esmeraldino pede uma indenização por danos morais no valor de R$ 50 mil. As informações são exclusivas do jornalista Bruno Daniel, das Feras do Esporte e Rádio Bandeirantes Goiânia.

O ato do meia que, foi notícia nacional, ocorreu aos 48 minutos do segundo tempo, quando o Goiás vencia o Vila Nova por 1 a 0, no Estádio Hailé Pinheiro (Serrinha). “Não é necessário muito esforço para comprovar de forma irrefutável a lamentável atitude do atleta”, diz um trecho do documento, obtido com exclusividade pela reportagem.

Na época, Alan Mineiro postou um vídeo nas redes sociais se desculpando pelo ocorrido. Na publicação, o atleta diz que não se orgulha do que fez. “Arcarei com as consequências pra que não sirva de exemplo pra ninguém. Desculpa mais uma vez, mas continuarei firme, de cabeça erguida”, disse.

A assessoria de imprensa do Vila Nova informou que o clube não irá se posicionar antes da partida deste domingo (11), quando os clubes voltam a se enfrentar pela 8ª rodada do Campeonato Goiano 2021.  A partida marcada para às 16h terá transmissão da Rádio Bandeirantes Goiânia.


Leia mais: Copa Sul-Americana: Atlético aguarda último adversário e pode ter grupo da morte pela frente