Dos 14 pacientes vindos de Manaus para o HMAP, em Aparecida, sete estão na UTI

Segundo a SMS, todos os 14 manauaras estão isolados dos pacientes locais e sendo tratados por equipes exclusivas.

0
Pacientes Manaus Aparecida no HMAP recebem alta
A comunicação dos pacientes vindos de Manaus com seus familiares é feita por videochamadas. (Foto: Reprodução)

Boletim divulgado pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia, nesta segunda-feira (25), informa que em relação aos 14 pacientes (8 homens e 6 mulheres) vindos de Manaus e que estão internados no HMAP, sete estão em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Destes, cinco estão em ventilação mecânica (sendo três deles com uso de drogas vasoativas em doses baixas).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS), os outros 2 que também estão na UTI, estão em respiração espontânea, usando altas frações de oxigênio e com ventilação não invasiva. Os outros sete pacientes estão na enfermaria, sendo quatro em uso de oxigênio de baixo fluxo e três em ar ambiente.

Segundo a SMS, todos os 14 manauaras estão isolados dos pacientes locais e sendo tratados por equipes exclusivas. A comunicação dos pacientes vindos de Manaus com seus familiares é feita por videochamadas realizadas nos próprios leitos de enfermaria e UTI ao qual estão internados.

Já os pacientes que estão no Hospital das Clínicas, em Goiânia, se encontram em situação parecida. Segundo boletim médico, sete dos pacientes vindos de Manaus, estão internados em leitos de UTI. Além disso, 11 estão na enfermaria. Destes três são mulheres e 8 homens, sendo que três estão em ventilação mecânica não invasiva. Na UTI estão dois homens e cinco mulheres, sendo que seis estão em ventilação mecânica.


Leia mais: As 65,5 mil doses da vacina de Oxford serão aplicadas em profissionais de Saúde