Diretora Epidemiológica confirma aumento de casos em Goiânia após primeiro dia de testagem

Total de 1.833 testes realizados em Goiânia nesta quarta-feira (13), 180 deram resultado positivo.

0
Testagem Goiânia
Com o crescimento dos casos positivos, a SMS alerta para que as medidas de segurança sejam seguidas. (Foto: Reprodução Prefeitura de Goiânia)

No primeiro dia da testagem ampliada da população em 2021, realizado pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), testou 1.833 pessoas. Do total, 180 deram positivo para Covid-19, o que representa 9.8% de contaminados. Para a diretora de Epidemiologia, Grécia Carolina Pessoni, o percentual de positivos é preocupante e confirma um aumento no número de casos de Covid-19 em Goiânia.

“Desde o início da testagem a média geral de positivos é de 12%, mas desde outubro vínhamos registrando uma queda acentuada que girava em torno de 5 a 7%, mas chegamos a registrar pouco mais de 3%, agora temos quase 10% e isso é muito preocupante”, enfatiza. “Estamos em um momento de segunda onda”, diz ela.

Com o crescimento dos casos positivos, a SMS alerta para que as medidas de segurança sejam seguidas. “É preciso que todos continuem usando máscara, higienizando as mãos e mantendo o distanciamento social. Até que a vacina chegue somente essas ações podem salvar vidas”, alerta.

A aplicação do teste de antígeno, que fica pronto em poucos minutos após a coleta com swab, tem como meta identificar as pessoas que estão com a doença, mas não apresentam sintomas. Uma vez identificadas e isoladas, é possível quebrar a cadeia de transmissão do novo coronavírus no meio onde elas costumam circular.

Quem estiver com sintomas, deve procurar uma unidade de saúde ou agendar a coleta domiciliar pelos telefones da Central Humanizada de Orientações sobre a Covid-19 (3267-6123 e 98599-0200). Nesta quinta-feira (14) a testagem prossegue na Escola Municipal Lorena Parque, rua Valentim Capuzzo, quadra 10, n°250, no bairro de mesmo nome.


Leia mais: Alunos infectados pela Covid-19 podem pedir reaplicação do Enem