20.8 C
Goiânia
quinta-feira, 27, janeiro 2022
- Anúncio -

Como antecipou a Bandeirantes, Baldy deixa secretaria, mas ainda não ‘fecha’ com Caiado

Baldy diz também que busca ser candidato ao Senado, em 2022

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Como havia dito à Bandeirantes, na última quinta-feira (14), no Papo Político, o presidente do Progressistas em Goiás, Alexandre Baldy, pediu demissão do cargo de secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo.

Na entrevista à Bandeirantes, Baldy também destacou que não acertou ser suplente da chapa do pré-candidato ao Senado, em 2022, Henrique Meirelles.

“Primeiro que nunca passou e nem nunca foi ventilado a possibilidade de estar suplente de chapa, sobretudo com todo respeito ao Henrique Meirelles. Eu até fiz uma postagem quando saiu este assunto que eu tenho o seguinte objetivo, ou eu sou a opção, ou tô fora de qualquer cogitação, portanto o meu desejo é ser candidato, ou eu não participo das eleições”, explicou.

Alexandre Baldy era secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo e presidente do Progressista em Goiás. E foi ministro das Cidades no governo do presidente Michel Temer (MDB).

Nos últimos dias foi comentado nos bastidores da política goiana que Henrique Meirelles seria o candidato da chapa do governador Caiado, ao Senado, que tem Daniel Vilela (MDB) de vice, e que Baldy teria aceitado ser o suplente.

Sobre o Progressista estar com Caiado, que disputará a reeleição, Baldy também foi peremptório e disse que não há nenhuma conversa com o governador e que o destino do partido em 2022 será discutido no momento oportuno.

“Não está definido, não há nenhum acordo para as eleições de 2022 entre nós do Progressista. Tanto o governador Ronaldo Caiado tem toda liberdade pra poder articular, para poder desenvolver relações sejam conosco, sejam com outros, assim como nós também. Nós vamos ajudá-lo no governo para que ele tenha sucesso, agora se essa relação administrativa porventura desencadear numa possibilidade que possa estabelecer essa aliança política-eleitoral para 2022, ela não foi hoje discutida, ela será no seu momento oportuno”, pontua o presidente.


Leia mais: Baldy quer disputar o Senado e afirma que não definiu aliança do PP com Caiado para 2022

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -