CMTC é contra retirada do ‘eixão’ de Trindade , Senador Canedo e Goianira

0
589
Presidente da CMTC, Banjamim Kenedy, diz que preço da passagem pode reduzir com criação de fundo para custeio do transporte coletivo (Foto: Arquivo/Rodrigo Augusto)

Na manhã desta terça-feira,25, o presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Banjamim Kenedy, disse à Rádio Bandeirantes Goiânia que  a CMTC é contra a retirada dos ônibus bi articulados da Metrobus  que fazem o transporte de passageiros até as cidades de Trindade, Goianira e Trindade na Região Metropolitana de Goiânia.

A Metrobus alega que a extensão da linha do Eixo Anhanguera até as três cidades elevou as despesas com pessoal, pneus e peças. A empresa quer operar apenas entre o Terminal Novo Mundo e Terminal Padre Pelágio, em Goiânia. Assim, os ônibus bi articulados deixariam de transportar os passageiros para as três cidades.

Benjamim Kenedy disse que faltou estudo técnico para implantação da extensão do Eixo Anhanguera até as três cidades. Porém, ele reconhece que trata-se de um serviço social que deve continuar sendo prestado.

Ouça entrevista completa de Benjamim Kenedy ao jornalista Altair Tavares:

“Prejuízo é imprevisível”, diz prefeito sobre retirada do ‘eixão’

Eixo Anhanguera deixará de atender Senador Canedo, Trindade e Goianira