Atlético domina o jogo, cria as melhores oportunidades, mas empata sem gols com Corinthians

0
Imagem: Divulgação / Rodrigo Coca

O Atlético enfrentou o Corinthians nesta quarta-feira (30) e empatou em 0 a 0 na Arena Corinthians, em partida válida pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Dragão criou várias chances de gol, mas não conseguiu transformá-las em vantagem.

Mesmo jogando fora de casa, o Atlético se impôs desde os primeiros minutos da partida.  A principal delas foi aos 26 minutos, quando Nicolas recebeu dentro da área e, cara a cara com Cássio, chutou por cima. O Timão demonstrou muita dificuldade na criação e desperdiçou bom contra-ataque aos 30 minutos. Eram três contra dois, mas Luan acabou dominando errado. No fim, Léo Natel ainda criou boa oportunidade em chute de fora da área, defendido por Jean.

Na segunda etapa, o Corinthians voltou melhor e conseguiu equilibrar a partida. Logo aos nove minutos, Jô quase abriu o placar. Após cruzamento de Lucas Piton, o atacante chutou de primeira, mas parou na linda defesa do goleiro Jean. O Atlético-GO respondeu aos 24, quando aproveitou vacilo da marcação alvinegra e encontrou Nicolas livre pelo lado esquerdo. Ele cruzou para Chico que, dentro da área, finalizou com força. A bola passou por Cássio, mas Danilo Avelar salvou em cima da linha. 

Com o empate, as equipes seguem na parte de baixo da tabela. O Atlético está na 13ª colocação, com 14 pontos. Já o Corinthians vem logo atrás, na 14ª posição, com 13 pontos, dois a mais que o Coritiba, primeiro dentro da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 0 ATLÉTICO-GO

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 30 de setembro de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Rafael Trombeta (PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Cartões amarelos: Roni, Michel (COR)

CORINTHIANS: Cássio; Michel, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Roni (Ramiro); Léo Natel, Cantillo (Camacho), Luan (Cazares) e Otero (Mantuan); Jô (Boselli)
Técnico: Dyego Coelho

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, Éder, Gilvan (Oliveira) e Nicolas; Edson, Marlon Freitas e Chico (Everton Felipe); Gustavo Ferrareis (Natanael), Hyuri (Zé Roberto) e Matheuzinho (Matheus Vargas)
Técnico: Vagner Mancini