Adriana Accorsi critica “estratégia” de Iris

0
Foto: Sara Queiroz

A Rádio Bandeirantes Goiânia inicia as discussões para as Eleições 2020. Neste ano, serão escolhidos representantes municipais que vão ocupar o cargo de prefeito e vereador em todas as cidades do país.

Para que os ouvintes e eleitores possam conhecer as propostas e movimentações de quem pretende disputar o cargo na prefeitura de Goiânia, a Rádio Bandeirantes vai entrevistar todos os pré-candidatos colocados na disputa até esse início do ano.

A primeira entrevistada foi a deputada estadual Adriana Accorsi (PT). Essa será a segunda vez que a petista disputa a eleição para o Paço Municipal que já foi ocupado por dois partidários anteriormente: seu pai, Darci Accorsi (1193-1997) e Paulo Garcia (2010-2016).

Ela acredita que estar no executivo deve ser uma ótima sensação, já que é onde a oportunidade efetiva de executar projetos. “É a oportunidade de colocar em prática muitas vezes aquilo que você sonha como deputada”, afirmou  

Ao ser questionada sobre as críticas do atual prefeito Iris Rezende (MDB) ao ex-prefeito petista Paulo Garcia, a deputada disse que esse é um direito do mebebista, mas que foi o próprio Iris que escolheu Garcia para ser vice-prefeito.

“Nós sabemos que o PMDB participou ativamente da administração do Paulo Garcia, inclusive com várias secretárias importantes comandadas pelo PMDB. A gente vê essa fala de forma muito lamentável porque ela é oportunista. Ela é no sentido de criticar a pessoa que esteve do lado dele, esteve junto com ele fazendo a administração”, criticou.

Para Adriana, existe uma “uma estratégia política” por parte de Iris: “é assumir uma administração e acabar com a pessoa que estava antes. Você fica dois anos sem fazer nada, metendo o pau em que estava antes, não faz nada, só reclama, para chegar no último momento para fazer tudo ao mesmo tempo na cidade e colocar tudo para ganhar a eleição”.

De acordo com ela, essa é uma estratégia “legitima, mas é a velha política”. A deputada afirmou que as pessoas devem ter uma administração “que olhe por elas durante todos os quatro anos”.

A entrevista com a pré-candidata também discutiu questões como os principais gargalos da administração, o transporte coletivo na capital, possíveis alianças e investimentos que a cidade deveria priorizar.

Escute a entrevista completa:

Leia mais:

“É um desafio enorme”, diz Dra. Cristina sobre relatoria do plano diretor