Adriana Accorsi afirma que, se eleita, irá concluir obras e priorizar a saúde pública

Entre as pautas defendidas por ela nesta terça-feira (29), está a não privatização de órgãos públicos e a continuidade das obras iniciadas pelo atual prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB).

0

A deputada estadual Adriana Accorsi (PT), foi a segunda convidada da série de entrevistas que o Jornal Bandeirantes vem fazendo com todos os candidatos à Prefeitura de Goiânia nas Eleições 2020. Entre as pautas defendidas por ela nesta terça-feira (29), está a não privatização de órgãos públicos e a continuidade das obras iniciadas pelo atual prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB).

“As obras são muito importantíssimas para a cidade, no entanto, é necessário planejamento, para que não haja aglomerações e principalmente para que a cidade não seja prejudicada em seu andamento natural”, disse a deputada. Ainda sobre as melhorias iniciadas na atual gestão, Adriana diz que “assumindo em janeiro de 2021”, faz o “compromisso de terminar todas as obras”, afirma.

Saúde pública

Caso eleita, Adriana afirmou que irá priorizar a saúde pública e os trabalhadores do setor. Além disso, ela pretende fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS). “Sabemos que a questão da saúde é uma grande preocupação do povo de Goiânia hoje e uma grande prioridade da minha gestão. Está no meu plano de governo fortalecer o Sistema Único de Saúde”, pontua.

A delegada exalta os trabalhadores do setor que estão na linha de frente da pandemia. Segundo Adriana, a infraestrutura adequada e equipamentos de proteção para o trabalho são essenciais. “Os trabalhadores da saúde são nossos heróis, estão na linda de frente do enfrentamento a pandemia colocando em risco a própria vida, muitas vezes sem os EPIs, estrutura necessária, então quero investir na saúde”, completou.

Quanto as privatizações, Adriana se mostrou contra e ressaltou que “áreas estratégicas não combinam com lucro”, tem que ser públicas e receber investimentos. “Acredito que nas áreas estratégicas não deve haver privatização, como Educação, Saúde, Energia Elétrica e Segurança. Saúde e educação é investimento”.

Boa colocação na pesquisa

A pesquisa Serpes, publicada no último sábado (26), no Jornal O Popular, apontou Adriana Accorsi empatada em segundo lugar com Maguito Vilela (MDB), e atrás apenas do senador Vanderlan Cardoso (PSD). De acordo com ela, sua vida como servidora pública e as gestões passadas do PT, colaboraram para tal. “É um conjunto de fatores, por um lado, é a lembrança da história das gestões do Partido dos Trabalhadores em Goiânia. A primeira, inclusive, foi com meu pai Darci Accorsi, o prefeito mais bem avaliado na história de Goiânia”, sublinha.

“Também acredito que se refere ao meu trabalho como delegada, a gente vê que as pessoas tem uma lembrança muito grande, principalmente no combate a violência contra crianças e adolescentes”, argumenta.

Iris fica para história, mas a cidade precisa se modernizar

Questionada sobre a possiblidade do prefeito Iris Rezende participar da campanha eleitoral em 2020, cujo o mesmo já declarou que não fará parte, Adriana acredita que ele está sendo sincero, mostra respeito pela história do gestor, mas frisa que a cidade precisa avançar. “Por tudo que estamos vendo, acredito que ele está sendo sincero, não estamos vendo a participação política do prefeito atual até o momento”, afirmou sobre Iris.

“O nome do prefeito fica na história do Brasil registrado como um grande político, uma vez que decidiu se aposentar, ele deixa seu nome em muitas obras na cidade, mas é claro que nós precisamos avançar, a cidade é viva, precisa se desenvolver, modernizar e avançar”, diz Adriana Accorsi, eu encerra citando um de seus projetos que denominou de Programa Saúde da Família.

De acordo com ela, o programa tem por finalidade colocar unidades pediátricas em todas as regiões de Goiânia com atendimento 24 horas e avançar nas especialidades que de acordo com ela, “hoje estão praticamente paradas em Goiânia”.

Veja a entrevista com a candidata à Prefeitura de Goiânia, Adriana Accorsi.


Leia mais: Virmondes diz que se eleito, não fará da Prefeitura um “trampolim” para 2022