Abadiânia e Alexânia receberão mais atenção neste feriado por conta do Lago Corumbá IV

O Governo de Goiás lançou, nesta quinta-feira (29), a Operação Finados para garantir o cumprimento de protocolos sanitários e evitar aglomerações em Goiás.

0
Lago Corumbá IV receberá mais atenção das autoridades
Além da região do Lago Corumbá IV ser próxima a Brasília, o local tem loteamentos e casas de veraneio, o que atrai turistas para as margens do lago. (Foto: Governo de Goiás)

Fabrício Amaral, presidente da Goiás Turismo, revelou ao Jornal Bandeirantes desta sexta-feira (30), que o governo concentra forças em duas localidades a mais, além dos 12 municípios turísticos que já vem recebendo a fiscalização desde os últimos feriados. Segundo Fabrício, Alexânia e Abadiânia receberão “atuação forte” das forças de segurança em razão do Lago Corumbá IV.

O Governo de Goiás lançou, nesta quinta-feira (29), a Operação Finados para garantir o cumprimento de protocolos sanitários e evitar aglomerações durante o feriado prolongado do Dia do Servidor Público, transferido para esta sexta-feira (30), e pelo Dia de Finados, na segunda-feira (02).

Além da região do Lago Corumbá IV ser próxima a Brasília, o local tem loteamentos e casas de veraneio, o que atrai turistas para as margens do lago. Fabrício explica que as regras a serem observadas serão basicamente padrões, como uso de máscaras, álcool em gel, capacidade de carga dos hotéis, restaurantes, atrativos naturais, porém o que muda é o percentual de ocupação.

“Cidade X tem 50%, outra tem 60% e vale dizer que os empresários tem respeitado muito”, sublinha Fabrício que, agradece os empresários e prefeituras do estado. Estruturada de forma similar às ações do feriado de 12 de outubro, dia da Padroeira do Brasil.

Efetivo policial

As ações que receberão o reforço de 354 policiais militares, 100 bombeiros militares e 139 viaturas. De acordo com Fabrício Amaral, o efetivo é suficiente para conter e fiscalizar os turistas pelo estado. “O efetivo que chamamos de ordinário que, é aquele permanente na cidade, será mantido e com reforço de 400 policiais para as cidades”, afirma ele.

Amaral ressaltou ainda que as barreiras sanitárias são competência exclusiva das prefeituras e que o Estado apenas oferece suporte. “Aqueles municípios que optarem pela medida, terão as forças de segurança para dar todo o apoio necessário”, pontuou. “Os fiscais administrativos das prefeituras que podem fiscalizar e multar pessoas ou empresas que desrespeitam os protocolos municipais. Temos que estar atentos. As mortes estão acontecendo e precisamos nos manter firmes para passar por isso bem”, completou.

Confira a entrevista completa com Fabrício Amaral, presidente da Goiás Turismo:


Leia mais: Pesquisa Fortiori: Maguito lidera com 29,1%, Vanderlan é segundo com 24,3%