17,1% dos goianienses não pretendem se vacinar contra a covid-19; 51,2% são contra a obrigatoriedade

Sobre a pretensão em vacinar-se contra a covid-19, a Região Centro/Sul apresentou o maior índice de polarização.

0
Pesquisa Grupom sobre a covid-19 em Goiânia
Guarda Nacional da Carolina do Sul administra suas primeiras doses da vacina “Moderna” contra o COVID-19. (Foto: Sgt. Edward Snyder)

De acordo com pesquisa realizada entre os dias 20 e 24 de dezembro de 2020, 67,5% da população goianiense pretende se vacinar contra a covid-19 e 17,1% disseram que não pretendem utilizar o imunizante. Além disso, a pesquisa realizada pelo Grupom e divulgada nesta segunda-feira (28), aponta que 15,4% dos entrevistados estão indecisos.

Sobre a obrigatoriedade da vacinação, 51,2% dos entrevistados disseram que são contra o uso obrigatório da vacina. Outros 45,6% são a favor da vacinação obrigatória e 3,2% não souberam responder. A pesquisa ouviu homens e mulheres, entre 16 e 70 anos de idade. Foram entrevistadas 553 pessoas de 243 bairros de Goiânia.

Pesquisa por regiões

Sobre a pretensão em vacinar-se contra a covid-19, a pesquisa aponta que a Região Centro/Sul apresentou o maior índice de polarização. 75,8% dos entrevistados da região disseram que pretendem se vacinar e 10% disseram que não pretendem usar o imunizante. As porcentagens são a maior e menor respectivamente quando comparada a cidade como todo.  A Região Oeste concentrou o maior número de pessoas que não pretendem se vacinar, com 23,9% dos entrevistados rejeitando o remédio.

Já em relação a idade, em todas as faixas etárias, o percentual de entrevistados que vão se vacinar contra a covid-19 ficou acima de 60%. Entre os entrevistados com menos de 24 anos, 80% disseram que pretendem utilizar o imunizante e 16%, não. Entre 25 e 34 anos de idade, 61,3% vão se vacinar contra 22,5% que disseram o contrário. Já entre os entrevistados com idade de 35 a 44 anos, 66% disseram que vão se vacinar e 17,9% não vão.

Cruzamento dos dados

No cruzamento dos dados sobre a pretensão e obrigatoriedade entre aqueles que pretendem vacinar-se, 63,4% consideram que a aplicação da vacina deveria ser obrigatória para toda a população, enquanto que 33,8% consideram que a aplicação da vacina não deveria ser obrigatória.


Leia mais: Iris inaugura parques e trecho da Leste-Oeste nesta segunda-feira