Vila Nova vence o Remo novamente e se torna o primeiro tricampeão da Série C

Os gols do Vila foram marcados por Alan Mineiro, Pablo e Pedro Bambu no final da partida.

0
Remo e Vila Nova
(Foto: Douglas Monteiro / Vila Nova)

Após vencer a primeira partida da final da Série C por 5 a 1, no OBA, o Vila Nova foi a Belém (PA), enfrentou o Remo na partida de volta, venceu por 3 a 2 de virada e sagrou-se o único clube brasileiro tricampeão da divisão. Os gols do jogo saíram na primeira etapa com Alan Mineiro e Pablo para o Tigre e Felipe Gedoz e Lucas Siqueira para o Leão.

Já no segundo tempo, Pedro Bambu virou a partida aos 42 minutos. O artilheiro do Vila na competição foi o centroavante Henan que, marcou 10 gols na Série C e 12 na temporada até o momento. Após a partida, o colorado recebeu o taça da competição ainda em campo que, foi levantada pelo capitão, Alan Mineiro. No agregado, o placar ficou em 8 a 3 para o Vila Nova.

A equipe colorada já conquistou a competição em outras duas oportunidades. Em 1996, o Vila Nova venceu os dois jogos da final da Série C contra o Botafogo (SP), por 2 a 1 em Ribeirão Preto e 1 a 0 no Serra Dourada. Já em 2015, o Tigre chegou a final mais uma vez e sagrou-se bicampeão. Na ocasião, o Vila enfrentou o Londrina, perdeu o primeiro jogo por 1 a 0 e venceu no Serra Dourada por 4 a 1.

Com bola rolando

Mesmo em desvantagem, o Remo se lançou ao ataque e chegou ao gol logo aos seis minutos de jogo. Felipe Gedoz recebeu a sobra na entrada da área, limpou a marcação e acertou o canto esquerdo de Fabrício, abrindo o placar para os mandantes. Alguns minutos antes, o Remo chegou a acertar a trave, mas o impedimento foi marcado.

Apesar do susto, o camisa dez, Alan Mineiro, jogou um balde de água fria na esperança paraense. Aos nove minutos, o capitão colorado recebeu de Henan, limpou para direita e bateu no cantinho para empatar a partida. O Tigre poderia ter virado a partida aos 19 minutos, quando Henan, de cabeça, quase ampliou, de cabeça. A bola do centroavante tocou a trave.

Ainda na primeira etapa, o Remo voltou a ficar na frente do placar. Bola cruzada na área, Lucas Siqueira aproveitou o rebote e colocou o Leão na frente novamente aos 34 minutos. Já aos 39, Alan Mineiro rolou para o Henan na direita do ataque, o camisa nove soltou uma bomba na trave, o mesmo Henan cruzou rasteiro e Pablo dentro da área escorou para empatar o jogo.

Segundo tempo

O início da segunda etapa começou movimentado com chances para os dois lados. Adalberto quase marcou contra no primeiro minuto e Alan Mineiro quase marcou em jogada com Henan aos sete minutos. Apesar disso, o gol da virada colocarada só saiu aos 42 minutos do segundo tempo.

Pedro Bambu que, entrou no lugar de Pablo, recebeu na frente, bateu cruzado e contou com o desvio na zaga para virar a partida para o Vila e sacramentar a vitória colorada.

Próximos confrontos

O agora tricampeão da Série C concentra as forças na reta final do Goianão 2020 e nas fases eliminatórias da Copa Verde. Ainda sem data definida, o Vila Nova enfrenta o Jaraguá pelas quartas de final do Campeonato Goiano, no Estádio Amintas de Freitas, em Jaraguá. Durante a 1º fase da competição, o Gavião venceu os dois jogos contra o Vila, porém, após quase um ano, a fase das duas equipes é outra.

Já pela Copa Verde, o Vila Nova enfrenta o Palma (TO) na próxima terça-feira (02), pelas oitavas de final da competição. A partida será realizada no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, às 16h (horário de Brasília). A partida seria realizada na última segunda-feira (25), mas foi adiada pela queda do avião que tranportava quatro jogadores do clube que vieram a óbito no acidente.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série C – Final (Jogo de volta)

Remo x Vila Nova

Data: 30/01/2021

Horário: 17h

Local: Estádio Mangueirão, Belém (PA)

Arbitragem

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)

Auxiliares: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

Cartões amarelos

Remo: –

Vila Nova: Rafael Donato, Adalberto, Yuri

Gols

Remo: Felipe Gedoz (06’ 1ºT); Lucas Siqueira (34’ 1ºT)

Vila Nova: Alan Mineiro (09’ 1ºT); Pablo (39’ 1ºT) e Pedro Bambu (42’ 2ºT)

Escalações

Remo: Vinícius, Ricardo Luz, Jansen, Mimica, Dioguinho (Ronald), Lucas Siqueira, Charles, Felipe Gedoz, Augusto (Carlos Alberto), Salatiel, Tcharlles (Eduardo Ramos).

Técnico: Paulo Bonamigo (Netão)

Vila Nova: Fabrício, Celsinho (John Lennon), Rafael Donato, Adalberto, Formiga, Yuri, Pablo (Pedro Bambu), Dudu, Alan Mineiro, Gilsinho, Henan.

Técnico: Márcio Fernandes


Leia mais: