31.8 C
Goiânia
sexta-feira, 21, janeiro 2022
- Anúncio -

Vídeo: Caiado enfrenta protesto no Mutirão Iris Rezende reivindicando data-base dos servidores

Estes, contudo, disseram que entregariam uma nova proposta ao chefe do Executivo estadual

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O governador Ronaldo Caiado (DEM) foi alvo de protestos no último sábado (20), durante o Mutirão Iris Rezende Governo de Goiás, no Setor Morada do Sol, em Goiânia.

Aos gritos de ordem “O Caiado já perdeu”, os servidores levaram cartazes e cobraram o reajuste da data-base dos trabalhadores do estado que, segundo eles, está atrasada.

Durante a tarde do dia 28 de outubro, servidores da área da segurança e demais funcionários públicos de outras atividades participaram de uma manifestação, na frente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em Goiânia, para também reivindicar o reajuste da data-base salarial dessas categorias.

À época, à reportagem da Bandeirantes, os manifestantes explicaram que a data-base salarial para alguns trabalhadores não foi corrigida nos anos de 2015, 2018, 2019 e 2020.

No mesmo dia, pela manhã, no Palácio das Esmeraldas, o governo do estado dialogou com os servidores. Estes, contudo, disseram que entregariam uma nova proposta ao chefe do Executivo estadual.

Em coletiva de imprensa, no Palácio das Esmeraldas, neste mesmo dia, o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, ressaltou que não é possível pagar a data-base deste ano aos trabalhadores, mas disse que irá ouvi-los.

“Hoje não há essa possibilidade sem comprometer toda a estrutura de recuperação que o governador tem liderado desde o início de 2019. Esse problema não foi causado por este governo. Não estão pedindo recomposição por parte desse governo. Estão pedindo uma recomposição que não é feita desde 2015”, pontuou.


Leia mais: Com o aumento da imunização em Aparecida, a gestão retoma o mutirão Prefeitura em Ação

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -