Vanderlan afirma que vai criar oportunidades para goianienses deixarem a informalidade

A declaração foi dada durante uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, na qual Vanderlan conversou com os internautas sobre projetos de campanha.

0
Vanderlan Cardoso
Vanderlan tem repetido em campanha que a geração de emprego é uma de suas principais propostas. (Foto: Divulgação)

O candidato do PSD a prefeito de Goiânia, Vanderlan Cardoso, voltou a afirmar nessa quarta-feira (28), em live, que vai “criar as oportunidades para que micro e pequenos empreendedores goianienses deixem a informalidade”. A declaração foi dada durante uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, na qual Vanderlan conversou com os internautas sobre projetos de campanha.

“Vamos criar um ambiente de negócio para esses empreendedores, tendo acesso a créditos mais baratos, seja por meio de programas do governo do estado ou de recursos do município, que poderão captados via parcerias com os setores privado e público”, disse Vanderlan.

Vanderlan tem repetido em campanha que a geração de emprego é uma de suas principais propostas. “Gerar emprego, oferecer qualificação profissional e trazer esses empresários para a formalidade é cuidar das pessoas”. O candidato do PSD explicou que os polos de desenvolvimento serão implementados de acordo com a vocação econômica de cada região. “Vamos aproveitar os vazios urbanos, que geram despesas, e incentivar a implantação, por exemplo, de um polo de marcenaria, ou de bijuteria, ou de confecção” 

Um dos polos que Vanderlan quer implementar é o de Tecnologia no Campus Samambaia, da Universidade Federal de Goiás (UFG). “Com base na experiência exitosa da cidade de Campinas (SP), que virou referência mundial, nosso projeto é atrair empresas de tecnologia da informação”, disse.

O candidato do PSD reforçou que a área não foi afetada pela pandemia e oferta “mais de 200 mil postos de trabalho em todo país”. Vanderlan ressaltou que o polo ficará em uma área vizinha a região Noroeste de Goiânia, uma das mais populosas de Goiânia. 


leia mais: Homem que esfaqueou e matou três em Nice gritava “Deus é grande”, diz prefeito