29.7 C
Goiânia
sexta-feira, 3, dezembro 2021
- Anúncio -

Vacinação contra a Influenza H1N1 terá início na próxima segunda

A vacinação da Influenza e Covid-19 ocorrerá de forma simultânea, porém, quem estiver apto a receber as duas, deve tomar da Covid-19 primeiro e esperar o prazo de 14 dias para receber o imunizante contra a H1N1.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Seguindo o Calendário Nacional de Vacinação, a Secretaria de Saúde de Goiânia (SMS) inicia, na próxima segunda-feira (12), a campanha contra a Influenza (H1N1). A vacinação para crianças, gestantes e puérperas ocorrerá nas salas de vacina das unidades básicas de saúde que não estejam aplicando as doses contra a Covid-19. O horário de funcionamento dos postos de vacinação será das 8h às 17h. Os profissionais de saúde serão vacinados por etapa, iniciando pelos hospitais que internam pacientes com influenza.

O secretário de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso, alerta para o prazo entre a vacina contra a Covid-19 e a influenza. “A aplicação da H1N1 acontecerá de forma simultânea às doses da vacina contra a Covid-19, por isso, o Ministério da Saúde (MS) orienta que entre uma vacina e outra seja respeitado o prazo de 14 dias, sendo que a vacina contra a Covid-19 deve ser ministrada primeiro e somente depois a pessoa deve tomar a Influenza”, reforça.

Ao contrário das campanhas anteriores de vacinação contra a H1N1, neste ano, foram incluídas crianças até 5 anos de idade na primeira fase, pois elas não estavam previstas no calendário de vacinação da Covid-19, ao contrário dos idosos, grupo atual que está sendo vacinado, e que precisa do intervalo entre as duas vacinas.

Primeira fase e estratégia

Na primeira fase da campanha, serão contemplados os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, sendo 100.340 crianças, 15.844 gestantes, 2.604 puérperas e 77.383 trabalhadores da Saúde. No final da primeira etapa um total de 196.171 pessoas devem ser vacinadas no município e 470.976 mil devem receber as doses do imunobiológico até o final da campanha.

A estratégia de vacinação contra a H1N1 será a seguinte: as crianças serão atendidas por faixa etária, já as gestantes e puérperas por demanda espontânea. Os trabalhadores da Saúde dos hospitais que atendem pacientes com Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) serão vacinados nos seus locais de trabalho e os demais em postos determinados pela SMS, através de agendamento no aplicativo Prefeitura 24 horas.

Podem tomar a vacina contra a H1N1 bebês a partir de 6 meses de idade, sendo contraindicada apenas para aqueles que tiveram alergia grave a doses anteriores e/ou a ovos, pessoas com febre, sintomas gripais e/ou da Covid-19. Portadores da Síndrome de Guillain-Barré precisam de autorização por escrito do médico.

A listagem das salas de vacinação disponíveis para a vacinação pode ser acessada por meio do site da SMS, aba de serviços. A cobertura vacinal de 2020 foi de 90,02%, com pouca adesão em crianças (55,43%). Em 2019, foram registrados 331 casos da doença e 50 óbitos.

Confira o calendário de vacinação contra a gripe H1N1 na primeira fase:

Crianças de 6 meses a menores de 06 anos, gestantes e puérperas:

12 a 16/04 – Crianças de 6 meses a 1 ano, 11 meses e 29 dias, gestantes e puérperas

19 a 23/04 – Crianças menores de 4 anos, gestantes e puérperas

26 a 30/04 – Crianças menores de 5 anos, gestantes e puérperas

03 a 10/05 – Crianças menores de 6 anos, gestantes e puérperas

Trabalhadores de Saúde:

12 a 16/04 – Trabalhadores de saúde dos Hospitais de grande porte que realizam internações para influenza e síndrome respiratória aguda grave;

19/04 a 10/05 – Demais trabalhadores de saúde. A vacinação será realizada por agendamento.


Leia mais: Prefeitura de Goiânia vai criar o Disk Buraco para atender mais rápido a população

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -