TRF-4 mantém condenação de Lula a 17 anos de prisão no caso sítio de Atibaia

0
Imagem: Ricardo Stuckert

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decidiu, em julgamento virtual realizado nesta quarta-feira, 6, manter a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 17 anos de prisão no caso do sítio de Atibaia.

Por unanimidade, os desembargadores negaram os recursos apresentados pela defesa do petista.  Na última petição, apresentada na noite de terça-feira, 5, os advogados de Lula solicitaram a suspensão do julgamento virtual com base no depoimento do ex-ministro da Justiça Sergio Moro no último sábado.

Segundo a defesa, a oitiva de Moro é um novo acontecimento relacionados ao processo de suspeição do ex-juiz nos processos da Lava Jato, que aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF).

O TRF-4 também negou pedido dos advogados para que o julgamento desta quarta-feira fosse cancelado.

A defesa do ex-presidente Lula informou que vai aguardar a publicação dos votos dos desembargadores para decidir quais serão os recursos que poderão ser usados contra a manutenção da condenação.

Leia mais:


Bolsonaro rebate Sergio Moro e mostra mensagens de celular