Sobe para 159 o número de mortes por coronavírus no Brasil; Goiás tem 61 casos confirmados

0
Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

O Brasil registra 159 mortes causadas pelo coronavírus no País, informou o Ministério da Saúde nesta segunda-feira, 30. Já o total de casos confirmados da Covid-19 chega a 4.579.

Os estados com mais casos foram São Paulo (1451), Rio de Janeiro (600), Ceará (372), Distrito Federal (312) e Minas Gerais (231). A menor incidência está em estados da Região Norte, como Rondônia (6), Amapá (8), Tocantins (9) e Roraima (16).  

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o índice de letalidade atingiu 3,5% com o balanço de hoje, acima do verificado no balanço de ontem, quando ficou na casa dos 3,2%.

São Paulo concentra 113 do total de mortes, seguido por Rio de Janeiro (18), Pernambuco (6), Ceará (5), Piauí (3), Paraná (3), Rio Grande do Sul (3), Santa Catarina (1), Goiás (1), Distrito Federal (1), Rio Grande do Norte (1), Bahia (1), Minas Gerais (1) e Amazonas (1). Com 23 novas mortes, foi o maior resultado registrado desde o início juntamente com o de ontem, que teve o mesmo número.

Em comparação ao perfil das pessoas que morreram, 40,4% eram mulheres e 59,6% eram homens. Mantendo o padrão identificado ao longo da semana, 90% tinham mais de 60 anos e as doenças crônicas mais associadas foram cardiopatias (81), diabetes (58), pneumopatia (24) e condições neurológicas (14).

Em Goiás

De acordo com o último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde o número de casos confirmado pelo coronavírus subiu para 61 no estado. Segundo informações divulgadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), 1.626 casos suspeitos e 660 casos já foram descartados. Há um óbito confirmado.

As confirmações foram registradas nos municípios de Goiânia (35), Rio Verde (7), Anápolis (4), Aparecida de Goiânia (2), Valparaíso de Goiás (2), Jataí (2), Itumbiara (2), Catalão (1), Silvânia (1), Luziânia (1)*, Águas Lindas de Goiás (1), Goianésia (1) e Hidrolândia (1). De acordo com a SES, os registros estão no banco de dados do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) de Goiás.

Leia mais:

Justiça autoriza prisão domiciliar para João de Deus