28.8 C
Goiânia
segunda-feira, 15, abril 2024
- Anúncio -

Produção quase dobra em um mês no Cinturão da Moda da 44

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O programa Cinturão da Moda registrou um salto na produção de peças em março deste ano. O quantitativo mensal confeccionado por costureiras do interior saltou de 2 mil, em fevereiro, para 3,1 mil em março. Foram mais de 7 mil peças feitas nos três primeiros meses de 2023.

O programa Cinturão da Moda foi criado pelo Governo de Goiás em fevereiro do ano passado para impulsionar os setores de confecção no estado e gerar emprego e renda nos municípios. A coordenação do programa é da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), em parceria com a Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Sebrae, Senai, GoiásFomento, Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e prefeituras municipais.

“Tivemos um salto expressivo de produção nesses três primeiros meses do ano. Além disso devemos alcançar 42 cidades, o que aumentará ainda mais a nossa produção”, afirma o titular da SIC, Joel de Sant’Anna Braga Filho. O Cinturão da Moda foi pensado inicialmente para 30 cidades da Região Metropolitana de Goiânia, em razão da logística.

A SIC realizará em maio a próxima rodada de cursos e treinamentos de corte e costura, programados para 10 municípios: Acreúna, Ipameri, Cristinópolis, Bela Vista de Goiás, Piracanjuba, Paranaiguara, Quirinópolis, Santa Tereza de Goiás e Cidade Ocidental. Além dos cursos, as palestras orientam sobre questões relacionadas à criação de cooperativas de costureiras para produção têxtil.

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -