20.8 C
Goiânia
quinta-feira, 27, janeiro 2022
- Anúncio -

Presidente da Acieg elogia condução de Rogério Cruz no combate à pandemia, mas teme novas restrições

Acieg junto com outras entidades criaram nova associação

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

À Rádio Bandeirantes, o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), Rubens Fileti, disse que tem constante diálogo com o Poder Executivo em Goiânia com o propósito de evitar possíveis fechamentos no comércio da capital em decorrência da pandemia da covid-19.

Fileti concedeu entrevista à emissora na manhã desta sexta-feira (11). Na oportunidade ele externou preocupação no tocante a novas restrições no funcionamento das atividades ecômicas na capital.

“Nós estamos completamente preocupados com possíveis restrições, que não acreditamos que terá de novo. O que nós não queremos é que feche completamente. Fechar da forma que foi feito no passado é muito difícil para o empresário e isso causa um desequilíbrio de vidas e economia muito grande”, pontuou.

O presidente também reforçou a importância do diálogo com a prefeitura da capital e afirmou estar contente com a forma que a gestão vem tratando das decisões em contato com os empresários.

“Estamos muito próximos da Prefeitura e monitorando todas as informações, para que a gente possa definir em conjunto esses próximos decretos que acontecem. Essa manutenção dos próximos 14 dias também foi em decorrência desse diálogo que estamos tendo”, declarou.

Rubens Fileti informou que nesta semana, junto com outras 30 entidades do estado, a Acieg criou a Federação das Associações Empreendedoras, Comerciais, Industriais, Serviços, Tecnologia, Turismo e Terceiro Setor do Estado de Goiás (Faciest-GO) com a finalidade de ajudar as empresas em auxílios a danos causados pela pandemia da covid-19.

“O nosso objetivo é de dar força para aquelas entidades que estão sofrendo nos últimos meses com a pandemia. A união de todas essas entidades vai fazer que a gente tenha um portfólio do produto entre todas as associações e nós vamos levar para todas, sem distinção de tamanho, de porte, o fortalecimento e também a distribuição de todos esses produtos e serviços de todas essas entidades”, ressaltou.


Leia mais: Vitor Hugo não descarta ser candidato ao governo de Goiás e diz que tem bom relacionamento com Caiado

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -