24.8 C
Goiânia
sábado, 23, outubro 2021
- Anúncio -

Prefeitura de Alto Paraíso de Goiás decreta estado de emergência ambiental devido às queimadas

Incêndios na Chapada dos Veadeiros já duram 12 dias e já atingiram a vegetação de cinco municípios dentro da área de preservação

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O prefeito de Alto Paraíso, Marcus Adilson (DEM), decretou situação de emergência ambiental no município devido aos incêndios recentes na região da Chapada dos Veadeiros. O documento permanece válido até o dia 30 de novembro deste ano e proíbe uso de fogo para limpeza de vegetação nas zonas rural e urbana e a eliminação de lixo ou quaisquer detritos e objetos nos imóveis edificados e não edificados.

“Fica declarada situação de emergência ambiental no município de Alto Paraíso de Goiás em razão dos incêndios e queimadas, no período que abrange a entrada em vigor deste Decreto até 30 de novembro de 2021”, diz o documento. De acordo com o prefeito, a situação está “mais controlada” e o foco da força-tarefa está no combate aos novos focos de incêndio que surgem.

Fogo

O incêndio na Chapada já dura doze dias, chegou à área do Parque Nacional e consumiu mais de 23 mil hectares de vegetação na região. As queimadas ocorrem em meio a um cenário de aumento de focos de incêndio no Cerrado.

O fogo teve início no Vale da Lua no último domingo, 12, onde cerca de 100 turistas que estavam no local ficaram isolados na área e foram resgatados após cerca de 1h30 de espera. Na terça-feira, 14, o fogo tinha atingido 8 mil hectares e, por causa do incêndio, o Vale da Lua e a Cachoeira do Segredo foram fechados.


Leia mais: Fogo na Chapada dos Veadeiros afeta 14 mil hectares

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -