Polícia Civil apreende mais de 3.500 pares de calçados falsificados, em Goiânia

A ação resultou na apreensão de aproximadamente 3.500 pares de calçados.

0
Operação Falsere
Durante a investigação, os policiais civis descobriram, além do depósito denunciado, mais duas lojas, uma com tênis e outra com camisetas falsificadas. Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra o Consumidor (DERCC), deflagrou a Operação Falsere. A investigação teve início através de denúncia a respeito da comercialização de tênis falsificados em um depósito localizado na região da Rua 44, em Goiânia. A ação resultou na apreensão de aproximadamente 3.500 pares de calçados.

Durante a investigação, os policiais civis descobriram, além do depósito denunciado, mais duas lojas, uma com tênis e outra com camisetas falsificadas. Os produtos foram apreendidos e amostras serão enviadas para o Instituto de Criminalística, visando a realização de exame pericial de autenticidade.

As marcas falsificadas foram: All Star, Converse, Mizuno, New balace, Polo, Vans, Gucci, Lacoste, Reserva, Adidas, Oakey, Dolce Cabana entre outros e ainda 3.000 peças de roupas falsificando as marcas Tommy, Hilfiger, Nike, Oakey, Lacoste, BMW entre outras.

Pena

Diante dos indícios de crimes contra as relações de consumo, os colaboradores foram ouvidos na especializada, bem como os proprietários das empresas. Foi instaurado inquérito policial para apuração da infração prevista no art. 7º, IX, da Lei 8.137/90, cumulado com o artigo 18, parágrafo 6º, II, do Código de Defesa do Consumidor, que prevê pena detenção, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, ou multa.


Leia mais: Operação investiga sonegação e lavagem de dinheiro por distribuidoras de medicamentos