30.8 C
Goiânia
sábado, 31, julho 2021
- Anúncio -

Operação para coibir desmate da Mata Atlântica aplica R$ 530 mil de multas em Goiás

Foram fiscalizadas 10 propriedades nas regiões de Itumbiara, Morrinhos, Buriti Alegre, Água Limpa e Corumbaíba.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

A quarta edição da Operação Mata Atlântica em Pé, voltada a coibir o desmatamento e proteger as regiões de floresta que integram o bioma da Mata Atlântica, teve início no dia 21 de setembro, a partir dos MPs estaduais, com a participação e o apoio de diversas instituições. Em Goiás, a ação contou com atuação da coordenação da Área do Meio Ambiente e Consumidor do Centro de Apoio Operacional (CAO) do MP-GO e teve parceria da Superintendência Regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A fiscalização foi realizada nas regiões de Itumbiara, Morrinhos, Buriti Alegre, Água Limpa e Corumbaíba. Foram fiscalizadas 10 propriedades, no período entre 21 e 25 de setembro. O objetivo é combater o desmatamento ilegal do bioma, com supressão de vegetação nativa. De acordo com o MP, cinco propriedades foram autuadas, por constatação de desmate irregular, num total de 96,8 hectares, resultando num somatório de multas no valor de R$ 530 mil.

“Como em anos anteriores, na parceria do MP-GO com o Ibama, garantimos a participação na operação nacional, demonstrando o engajamento na proteção ambiental em todo o País, com o objetivo de preservar o meio ambiente para as presentes e futuras gerações. Esse é o compromisso firme da instituição”, ressaltou Delson Leone Júnior, coordenador da Área do Meio Ambiente e Consumidor do MP-GO.

17 estados participaram da ação

Participaram da operação os MPs de todos os Estados brasileiros que abrigam o bioma da Mata Atlântica. São eles, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Como nos anos anteriores, coube ao Ministério Público do Paraná a coordenação dos trabalhos em âmbito nacional, por meio do promotor de Justiça Alexandre Gaio, que atua no Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção ao Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo do MPPR.

A primeira edição da Operação Mata Atlântica em Pé foi realizada apenas no Paraná, em 2017, a partir de iniciativa do Ministério Público local. No ano seguinte, foi estendida para 15 Estados. Em 2019, participaram 16. Nesta quarta edição (terceira de âmbito nacional), participaram pela primeira vez todos os Estados que têm o bioma.

Mata Atlântica

A Mata Atlântica ocupa uma área de 1.110.182 km², equivalente a 13,04% do território nacional, e abriga diversas formações florestais. São elas: floresta ombrófila densa, floresta ombrófila aberta, floresta estacional semidecidual, floresta estacional decidual e floresta ombrófila mista, também denominada de Mata de Araucárias. Além de ecossistemas associados (restingas, manguezais, campos de altitude, brejos interioranos e encraves florestais).

A Mata Atlântica é um dos sistemas mais explorados e devastados pela ocupação humana. Cerca de 70% da população brasileira vive em território antes coberto por ela, daí a importância da preservação do que ainda resta do bioma. De acordo com ambientalistas, o bioma é fundamental para questões como a qualidade do abastecimento de água nas cidades.

Estima-se que apenas 12% da vegetação original esteja preservada, 80% disso mantidos em propriedades particulares. É um dos biomas com maior diversidade de espécies de fauna e flora, tanto que alguns trechos da floresta são declarados Patrimônio Natural Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Divulgação dos dados

O balanço dos resultados da Operação Mata Atlântica em Pé, ação nacional realizada por Ministérios Públicos de 17 Estados, será divulgado nesta sexta-feira (02), às 15 horas. O evento será realizado em uma live aberta para todos os interessados.


Leia mais: Polícia Civil apreende mais de 3.500 pares de calçados falsificados, em Goiânia

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -