Operação apreende facas, celulares e até pé de maconha em presídio de Goiás

0

Uma Operação realizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO) na última terça-feira, 8, apreendeu quase 300 celulares, chips, roteador de internet, mais de 1.000 armas brancas, drogas e até um pé de maconha na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães, que fica no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. A força tarefa, que contou com a participação de 400 agentes das forças de segurança, revistou todas as 420 celas e os 2.300 presos que hoje cumprem pena na Penitenciária.

Segundo informações da SSP, a ação começou às 06h e só terminou às 14h e teria sido a “maior varredura preventiva já realizada na história do presídio”.

Segundo o titular da pasta, Rodnei Miranda, objetivo da operação é cortar a comunicação dos presos com a parte externa e entender como esses materiais estão entrando e investigar possíveis crimes que teriam sido ordenados de dentro da cadeia.

“Isso é para mostrar que quem tem o controle do sistema prisional em Goiás somos nós, e jamais os presos, o que com certeza vai refletir na queda de crimes cometidos aqui fora”, disse Miranda que garantiu também existe um planejamento da Secretaria para melhorar a estrutura física do local e aumentar as vagas.

Ainda haverá perícia nos celulares apreendidos e todos materiais ilícitos encontrados que foram analisados e catalogados pelos peritos com indicação de com qual preso e em qual cela estavam.

Leia mais:

Operação da PF contra tráfico de drogas prende ex-prefeito em Goiás