17.8 C
Goiânia
segunda-feira, 17, junho 2024
- Anúncio -

No Rio, menina de 8 anos morre baleada no Complexo do Alemão

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Uma menina de 8 anos morreu baleada na noite de sexta-feira, 20, após levar um tiro nas costas enquanto dentro de uma kombi na comunidade da Fazendinha, Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Ágatha Felix estava acompanhada da avó no momento em que recebeu o tiro e segundo moradores da região, Policias Militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Complexo teriam sido os autores do tiro quando tentaram atirar contra uma moto que passava pelo local.

Ágatha foi levada às pressas para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu ao ferimento.

Desesperado, o avô da menina desabafou na porta do hospital: ““Mais um na estatística. Vai chegar amanhã e dizer que morreu uma criança no confronto. Que confronto? Confronto com quem? Porque não tinha ninguém, não tinha ninguém. Ele atirou por atirar na kombi. Atirou na kombi e matou minha neta. Isso é confronto? A minha neta estava armada por acaso para poder levar um tiro?”.

Os moradores da Fazendinha, no Complexo do Alemão, realizaram uma manifestação na comunidade neste sábado, em protesto contra as mortes ocorridas recentemente na região.

Morte de crianças

Ágatha é a quinta criança morta em tiroteios este ano no estado do RJ. Os outros mortos foram:

Kauê Ribeiro dos Santos, de 12 anos, morto durante operação policial no Chapadão, na Zona Norte do Rio

Victor Almeida, de 7 anos, morto a tiros junto com a mãe e a irmã dentro de casa em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio

Kauã Rozário, de 11 anos, alvejado por uma bala perdida na comunidade da Vila Aliança, em Bangu, Zona Oeste do Rio

Kauan Peixoto, de 12 anos, baleado durante confronto entre PMs e criminosos na comunidade da Chatuba, em Mesquita, na Baixada Fluminense

Jenifer Silene Gomes, de 11 anos, morta na porta do bar da mãe em Triagem, na Zona Norte do Rio

Polícia

Em nota, a Polícia Militar informou que, por volta das 22h desta sexta-feira, (20), equipes policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, que estavam baseadas na esquina da Rua Antônio Austragésilo com a Rua Nossa Senhora, foram atacadas de várias localidades da comunidade de forma simultânea. Os policiais revidaram à agressão.

A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) vai abrir uma apuração para verificar todas as circunstâncias da ação.

Leia Mais:

Polícia de Goiás prende casal que aplicou golpe milionário em São Paulo

PF apreende documentos e cumpre mandato na casa de João de Deus

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -