“Não queremos impedir ninguém de viajar e se divertir, mas salvar vidas”, diz Caiado

Uma força-tarefa entra em atividade nesta sexta-feira (09) para reforçar a fiscalização e assegurar cumprimento de protocolos sanitários neste final de semana e feriado de 12 de outubro.

0
Governo lança força-tarefa para fiscalizar aglomerações no feriado
O efetivo receberá mais 346 policiais militares e 80 bombeiros para auxiliar no trabalho. (Foto: Cristiano Borges / Secom Goiás)

Uma força-tarefa entra em atividade nesta sexta-feira (09) para reforçar a fiscalização e assegurar cumprimento de protocolos sanitários de prevenção contra Covid-19 neste final de semana e feriado de 12 de outubro. O efetivo receberá mais 346 policiais militares e 80 bombeiros para auxiliar no trabalho. O governador Ronaldo Caiado afirmou que é possível aproveitar o feriado sem excessos.

“Não queremos impedir ninguém de viajar e de se divertir. Queremos salvar vidas. Esse que é o objetivo principal” afirmou o governador Ronaldo Caiado. A força-tarefa atua no combate as aglomerações nos principais municípios turísticos do estado durante o fim de semana.

A previsão é de que sejam destinados mais 346 policiais militares para auxiliar o efetivo já existente nos principais municípios turísticos goianos. O Corpo de Bombeiros também destinou 80 homens a mais e viaturas para atuar, principalmente, nas rodovias. Caiado comentou os detalhes da operação em entrevista coletiva na primeira barreira da Polícia Rodoviária Estadual, saída para Inhumas/cidade de Goiás/Aruanã, GO-070.

De acordo com Caiado, o objetivo principal é evitar que se repitam cenas como as registradas durante o feriado de 7 de Setembro, quando aglomerações tomaram conta de municípios turísticos. “São cenas que desrespeitam os goianos que, infelizmente, foram a óbito, os familiares das pessoas que ainda vivem momentos de muita tristeza. Estamos hoje, com o todo o trabalho feito pelo nosso secretário da Saúde e com toda a estrutura de governo, com 5.079 morte. É momento, cada vez mais, de a gente se conscientizar”, ponderou.

Cada município terá sua estratégia

A operação se inicia nesta sexta-feira e segue até as 12h da terça-feira (13/10) nos municípios de Aruanã, Britânia, Buriti Alegre, Aragarças, São José dos Bandeirantes, Pirenópolis, Caldas Novas, São Simão e Alto Paraíso, além dos distritos de Itacaiú (Britânia) e Luiz Alves (São Miguel do Araguaia). A ação vai mobilizar Goiás Turismo, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Ministério Público do Estado de Goiás, Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) e prefeituras.

Cada município terá a sua estratégia. Como exemplo, a PM citou ações já confirmadas pelas prefeituras de Pirenópolis e Aruanã, que vão instaurar barreiras sanitárias com acesso apenas aos visitantes com reserva ou comprovante de local para estadia.

A Secretaria de Segurança Pública vai colaborar com esse trabalho. “Daremos apoio, se formos solicitados, às prefeituras que quiserem montar barreiras sanitárias, assim como às que quiserem fazer fiscalização em seus municípios”, pontuou o titular da pasta, Rodney Miranda, ao falar em nome das forças de segurança.

Além da força-tarefa, o Governo de Goiás trabalha para conscientizar a população sobre a responsabilidade que cada um tem na luta contra o coronavírus. Há duas semanas, a Secretaria de Comunicação lançou a campanha “Quanto mais perto, mais longe”, com peças publicitárias que têm por objetivo alertar para a importância do respeito aos protocolos sanitários e de distanciamento social.


Leia mais: “Quero ser prefeito para mudar a realidade da cidade, tem que avançar mais”, diz Vanderlan