Ministério da Saúde promete doses para professores em junho

0

O Ministério da Saúde deve assegurar vacinas para iniciar a imunização dos profissionais da educação até o dia 15 de junho. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (14) pelo secretário-executivo da pasta, Rodrigo Otávio Moreira da Cruz, durante sessão temática do Senado. O debate sobre uma estratégia nacional para o retorno seguro às aulas presenciais foi sugerido pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN).

“Os professores estão priorizados no Plano Nacional de Imunização (PNI). Estamos agora vacinando nossas comorbidades. O compromisso do governo federal é antecipar quanto antes os imunizantes, para a que a gente tão logo chegue no grupo prioritário dos professores. Nossa expectativa é de que na primeira quinzena de junho, pelo menos a primeira dose seja levada a essa categoria tão importante do país”, prevê Cruz.

Senadores e especialistas cobraram a prioridade de vacinação para professores como meio de garantir o retorno seguro às aulas presenciais. Para Jean Paul Prates, as escolas precisam ser reabertas, mas isso não pode colocar em risco a vida de alunos, professores e demais trabalhadores da educação.

O Governo de Goiás espera iniciar a vacinação dos professores ainda este mês. “A partir [da vacinação dos idosos com] 60 anos, e antes do final do final do mês de maio, os professores já vão entrar no cronograma de vacinação para que possamos retornar a vida normal nas escolas, no segundo semestre”, afirmou o governador.

Segundo estimativa populacional presente no Plano de Operacionalização para a Vacinação Contra a Covid-19 no Estado de Goiás, atualizado na última terça-feira, 20, no estado e Goiás, trabalhadores da Educação constituem um grupo de mais de 106 mil pessoas. Isso, sendo 81.265 profissionais do Ensino Básico e 24.843 da Educação Superior.