Agenor Mariano fala em traição sobre imbróglio político envolvendo MDB e Rogério Cruz

Vereadores ainda tentaram convencer o partido a continuar na base, sem sucesso

0
Agenor Mariano fala em coletiva de imprensa do MDB. Foto: Mel Castro/DG.

O MDB reunuiu na manhã desta segunda-feira (5) os membros do partido para anunciar o rompimento com a gestão do prefeito Rogério Cruz (Republicanos). Agenor Mariano fez dura crítica ao prefeito Rogério Cruz.

“Como religioso que sou, digo ao prefeito Rogério Cruz, junto com o partido Republicanos. Se estivermos reunidos na Santa Ceia, entregaríamos o pão molhado para vocês: traidores”, disse Agenor em sua fala na reunião do partido nesta segunda-feira (5).

Antes, na tarde deste domingo (4), o presidente do MDB em Goiás, Daniel Vilela, se reuniu com os vereadores da sigla e mais o secretário Agenor Mariano para discutirem se continuariam ou sairiam da base do atual prefeito. Segundo apuração da Rádio Bandeirantes Goiânia, os vereadoers tentaram apasiguar a situação entre Daniel Vilela e Rogério Cruz, no entanto sem sucesso.

À Rádio Bandeirantes Goiânia, Daniel estava muito certo que a possibilidade de rompimento era questão de tempo.

“Estamos conversando muito ainda, vamos agora para outra reunião e até lá decidiremos. A possibilidade é grande de rompimento, mas ainda não dá para confirmar”, disse Daniel ainda da noite deste domingo.

Pela manhã desta segunda-feira (5), às 9h, na coletiva de imprensa, os emedebistas divulgaram uma carta com assinaturas dos membros com entrega dos cargos das secretarias. 14 pessoas assinaram a carta.


Leia mais: “Os vereadores querem continuar na base”, diz vereador sobre saída do MDB do governo em Goiânia