Lincoln Tejota: “Licenciamento em Goiás é o mais arcaico do país”

0

O vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota (PROS), foi o entrevistado do Jornal Bandeirantes na manhã desta terça-feira, 8. No bate-papo político ele falou sobre a CPI dos Incentivos Fiscais que corre na Assembleia Legislativa. Ele ainda comentou sobre a Missão na China, os problemas das licenças ambientais em Goiás e os investimentos que podem entrar no estado nos próximos anos.  

Para Tejota, os empresários não tem motivos para temer a CPI dos Incentivos Fiscais. “Quem fez o dever de casa, que deu sua contrapartida não tem o que temer. Os deputados estão tentando cometer excessos”, pontuou. Para ele, os empresários não devem ser criminalizados e “não podem ser jogados à vala comum”.

Em relação a sua missão comercial na China, que ocorreu em maio deste ano, ele afirmou que trouxe perspectivas muito boas de negócios entre o país asiático e Goiás, principalmente na área da mineração. Segundo o vice-governador, o estado “tem uma demanda represada na área de minério muito grande”. Mas segundo ele, Goiás ainda precisa estabelecer “um nova modelagem de licenças ambientais”.

“Só o que está prospectado aguardando licenciamento para poder funcionar nós temos hoje R$ 33 bilhões de reais só na área de mineração. Isso representa 40 mil empregos”. Tejota ainda disse que recebeu convite de 5 governadores de províncias chinesas que querem conhecer Goiás.

Licenças ambientais

Em relação a licenças ambientais no estado, o vice-governador afirmou que o processo de licenciamento em Goiás “é o mais arcaico do país”. Segundo ele, há mais de 4 mil processos parados aguardando liberação. Por isso, um novo processo está sendo remodelado na área com mudanças por exemplo, em ter prazo para que o processo termine.

Tejota disse que as iniciativas esbarram na limitação da mão de obra e nos órgãos de controle. “Uma iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente era contratar técnicos temporários, mas essa prática não foi permitida porque o Ministério Público não concorda com isso”. Ele completou: “O que nós buscamos é dar uma solução”

Protagonismo

Para Tejota, o estado de Goiás vai ocupar muito em breve um protagonismo não no estado, mas no continente. “Nós estamos trabalhando para construir um grande hub de investimentos em Goiás”, reiterou.

Escute a entrevista completa do vice-governador Lincoln Tejota no Jornal Bandeirantes