31.8 C
Goiânia
sexta-feira, 21, janeiro 2022
- Anúncio -

Governo libera quase R$ 126 milhões em empréstimos para pequenas e microempresas, em Goiás

Em 2021, de janeiro a maio (até o dia 14), os contratos de empréstimos somaram 1.914, sendo 1.638 pelo Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame).

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O Governo de Goiás, por meio da Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento), liberou R$ 125,8 milhões em empréstimos para micro e pequenas empresas, além de microempreendedores individuais (MEI), durante o período da pandemia da Covid-19, que teve início em março do ano passado. Foram 3.488 contratos operacionalizados, possibilitando o acesso ao crédito.

De acordo com o balanço da GoiásFomento, de março a dezembro de 2020, foram fechadas 1.574 operações, das quais 487 do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), criado pelo governo federal e operacionalizado pela instituição financeira goiana; e 1.087 contratos das demais linhas de crédito da GoiásFomento. O montante liberado no ano passado, nesse período da pandemia, totalizou R$ 82,9 milhões.

Já em 2021, de janeiro a maio (até o dia 14), os contratos de empréstimos somaram 1.914, sendo 1.638 pelo Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame), lançado pelo Governo de Goiás em março deste ano, e que oferece taxas de juros zero e carência estendida. Foram realizados outros 276 contratos pelas demais linhas de crédito da GoiásFomento.

Nos cinco primeiros meses de 2021, os financiamentos liberados somam R$ 42,9 milhões. E os analistas de crédito da instituição financeira seguem trabalhando em regime de força-tarefa para avaliar, no menor tempo possível, o grande número de solicitações de financiamento encaminhadas pelos empreendedores goianos.

A oferta de crédito integra o pacote de ações determinado pelo governador Ronaldo Caiado como enfrentamento às dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19. “Nós oferecemos R$ 112 milhões de empréstimos com taxa de juros zero, o maior aporte do país para essa categoria”, disse ele durante o lançamento do Peame.

Crescimento

Para o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, esses resultados demonstram a importância da instituição para a manutenção das atividades produtivas e no combate aos efeitos da pandemia na economia goiana, visando especialmente a manutenção dos empregos. “O crescimento das operações de crédito da Agência de Fomento, verificado durante a pandemia, só foi possível graças às ações implementadas para facilitar o acesso ao crédito”, complementou o presidente.

Entre as principais ações adotadas, Rivael Aguiar destaca a oferta de garantias, por meio dos fundos de aval, tais como o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) do Sebrae, o Fundo Garantidor para Investimentos (FGI) do BNDES e, mais recentemente, o Fundo Estadual de Equalização para o Micro e Pequeno Empreendedor (Fundeq), este último do Governo de Goiás.

Ainda de acordo com o presidente da agência, todas essas medidas foram implementadas para que a GoiásFomento pudesse viabilizar as operações de financiamento para as micro e pequenas empresas, que dificilmente teriam acesso ao crédito nos bancos comerciais.

Atendimento

Para ter acesso às linhas de crédito especiais do Peame, o primeiro passo é acessar o site www.goiasfomento.com, que contém todas as informações, assim como o telefone do atendimento da Agência de Fomento, o número (62) 3216-4900, o WhatsApp (62) 3216 4999 e, ainda, os contatos telefônicos dos correspondentes de crédito, cuja lista consta no site. O Sebrae Goiás (fone 0800-570-0800) também presta apoio à instituição financeira no serviço de atendimento.


Leia mais: Depois de manifestações a favor de Bolsonaro, ruralistas doam alimentos ao programa de Michelle Bolsonaro

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -