Exclusivo: Goiás terá novas rotas baseadas no Caminho de Cora

0
O objetivo é auxiliar na economia local e regional dos municípios e não estar dependente apenas de altas temporadas. Foto: Sara Queiroz

Em entrevista exclusiva ao Jornal Bandeirantes na manhã desta sexta-feira, 20, o presidente do Goiás Turismo, Fabrício Amaral, afirmou que estuda um Projeto de Lei para criar novas rotas e novos caminhos baseados no Caminho de Cora. Ele disse que podem ser pequenas trilhas para uso de bicicletas ou trilhas de longo curso durante todo o estado. O objetivo é auxiliar na economia local e regional dos municípios e não estar dependente apenas de altas temporadas.

“Estamos estudando novas possibilidades de criar novas rotas e novos caminhos porque a procura das pessoas por essas belezas naturais, esse regionalismo e cultura aumento muito depois do Caminho de Cora”, comentou.

Ainda sobre o trajeto do Caminho de Cora e os novos investimentos anunciado pelo Ministério do Turismo na região, Fabricio disse que as obras devem começar já no início do ano que vem. “No primeiro semestre de 2020 nós vamos cuidar das questões emergenciais: pontes, mata burros, totem de informação. Depois vamos partir para as questões de internet, mirantes de observação, etc”.

Ele informou que Goiás ficou em quarto lugar no crescimento de turismo entre os meses de janeiro a julho. Os dados são do IBGE em conjunto com o Ministério do Turismo e o Estado teria ficado atrás apenas de Ceará, Pernambuco e São Paulo.

“Goiás mesmo com dificuldades financeiras, mesmo não tendo praia, eu acho que nosso caminho está no sentido certo. E mesmo assim, a gente aumentou o turismo no estado de Goiás esse ano. A gente tem que comemorar”, comentou Fabrício.

Rotas Gastronômicas

O Governo do Estado de Goiás lançou recentemente o programa “Rotas Gastronômicas”, um programa que busca desenvolver a gastronomia nos municípios goianos. A intenção é criar rotas gastronômicas regionais, onde os visitantes vão poder provar o potencial culinário das 10 Regiões Turísticas do estado, movimentando a economia.

O projeto é realizado por meio da Goiás Turismo e visa alinhar Sustentabilidade, Inclusão Social e Empreendedorismo.

Fabrício Amaral afirmou que há o entendimento que a regionalização é muito forte. “O regionalismo é um pilar muito forte e esse ano a gente vai estar apresentando nessa nova gestão alguns conceitos muitos importantes como a sustentabilidade ambiental e econômica da gastronomia e a questão do empreendedorismo”, explicou o presidente que ainda informou que há a ideia de levar linhas de créditos para essas rotas para as pessoas conhecerem. “Para quem quiser empreender ligado a Turismo e Economia já tem essa opção”, completou.

Sobre a inclusão social, o presidente informou que a Goiás Turismo fechou parceria com a Organização Internacional do Trabalho e com o Ministério Público do Trabalho para resgatar e capacitar pessoas em situação de vulnerabilidade para que elas possam trabalhar como assistentes de cozinha, gerando emprego e renda pra elas também.

A primeira região que vai receber o novo festival gastronômico será a da Estrada de Ferro.

Leia mais:

Governo de Goiás lança programa de estágio e trainee