Empresários de Goiás parecem ter “o coração no bolso”, diz governador Caiado

0
Imagem: Reprodução

Ronaldo Caiado afirma que alguns empresários de Goiás parecem ter “o coração no bolso” e tentam resistir ao isolamento social. Em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes, o governador explicou a decisão de fechar de novo atividades não essenciais.

“Não vimos nada mais eficiente para baixar a curva”, disse Caiado. Pelo novo decreto, a restrição e o relaxamento serão intercalados, sempre pelo período de 14 dias.

Bares, restaurantes e cinemas, entre outras atividades comerciais, precisam respeitar a medida, assim como as igrejas.

Na entrevista à Rádio Bandeirantes, Caiado defendeu que as pessoas sejam punidas se não usarem máscara em espaços públicos. “O cidadão sair sem máscara é desrespeito a outras pessoas. Postura egoísta”, afirmou durante a conversa.

No entanto, na avaliação do governador de Goiás, a decisão de multar ou não quem não usa a proteção deve ser dos municípios. Ronaldo Caiado foi entrevistado por José Paulo de Andrade, Claudio Humberto, Pedro Campos e Thays Freitas, no Jornal Gente.