25.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

Em Anápolis, empresária desmaia após ser agredida por PM

Em nota, a PM informou que não compactua com tal desvio de conduta e que determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar (IPM) e afastou o policial

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Um policial militar aparece em um vídeo aparentemente agredindo uma empresária em Anápolis, a 55km de Goiânia. Com a força da agressão, a mulher teria caído e desmaiado.

De acordo com a vítima, ela teria ido filmar o marido, que estava sendo preso pela Polícia Militar (PM). O militar suspeito da agressão seria da Companhia de Policamento Especializado (CPE).

“Eu falei que ele não podia fazer aquilo. Aí ele falou: ‘quem te falou que eu não posso? Eu posso sim.’ E me xingou de vários nomes. O outro policial mandou eu ficar na minha e calar a boca. Eu falei que estava certa e ele não podia pegar meu telefone. Aí ele falou que se eu não calasse a boca ia dar um tapa na minha cara e ele deu dois”, disse a mulher.

A agressão teria acontecido na manhã desta segunda-feira (19), na Ceasa de Anápolis, no Setor Sul Jamil Miguel. 

Em nota, a PM informou que não compactua com tal desvio de conduta e que determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar (IPM) e afastou o policial militar da função operacional, até o final da apuração.

Ainda de acordo com a vítima, tudo omeçou porque o marido dela, que trabalha com a venda de verduras, foi à Ceasa cobrar uma dívida de cerca de R$ 20 mil. Ele disse ainda que, para chamar atenção, subiu na cabine do caminhão do devedor para cobrá-lo.

Em seguida, o suposto devedor teria acionado a polícia, quando a confusão teria chegado à suposta agressão contra a mulher. Sentindo-se humilhada, a empresária lamentou as agressões.

“Ele não poderia ter feito isso, ainda mais por eu ser mulher. Eu errei em ter falado, mas assim ele errou muito mais em me dar o tapa. Eu estava em meio a situação apavorada, meu esposo sendo preso como um bandido, mas ele é um trabalhador que estava em busca de receber uma dívida”, disse a vítima.


Leia mais: Com Henrique Meirelles, Lula se reúne com ex-presidenciáveis em São Paulo

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -