16.8 C
Goiânia
domingo, 29, maio 2022
- Anúncio -

Bruno Peixoto diz que Caiado será reeleito no 1º turno e que Mendanha virará pó

Em relação às críticas que o presiedente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, vem recebendo nas últimas semanas, Bruno Peixoto atenua afirmando que são atritos pontuais

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Líder do Executivo estadual em Goiás, deputado Bruno Peixoto (MDB) disse que o governador Ronaldo Caiado (DEM) será reeleito no primeiro turno e que o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (sem partido), virará pó.

Peixoto proferiu a declaração durante entrevista, nesta quinta-feira (30), à Bandeirantes, onde ele comentava sobre o cenário político para a eleição de 2022.

“Eu não tenho dúvida que [Caiado] será reeleito no primeiro turno. E também os candidatos que ora se propõe, eu analiso da seguinte forma: Marconi Perillo candidato ao governo, até mesmo porque precisa dar palanque ao Doria em Goiás, na hora que Marconi oficializar sua candidatura, dos que estão com Gustavo Mendanha passam a apoiar Marconi, Gustavo Mendanha vira pó, a exemplo que aconteceu com Antônio Gomide em 2010 quando deixou a prefeitura de Anápolis”, discorreu o governista.

Bruno comentou também os rumos das campanhas doutros supostos candidatos ao Palácio das Esmeraldas, em 2022. Pontuou que o deputado federal Vitor Hugo (PSL), que seria apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), não conseguirá consolidar seu nome devido à pouca experiência em Goiás.

“Nós observamos o Major Vitor Hugo, com expecativa de ser candidato, não percebo que também decole, até mesmo porque não tem história em Goiás, chegou há pouco tempo, foi eleito deputado federal, ficou mais em Brasília, não tem amplo conhecimento do estado”, explica Bruno.

Daniel Vilela

Em relação às críticas que o presiedente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, vem recebendo nas últimas semanas, Bruno Peixoto atenua afirmando que são atritos pontuais em um universo de 246 municípios goianos. Ele disse ainda que o emedebista vai somar junto à chapa de Caiado no ano que vem.

“Somou e muito. Questão de atrito, aqui e ali, em 246 cidades, acontecer dois, três casos, é um índice muito baixo e facilmente pacificado, então não tem nehuma problema nisso. Em relação a Daniel, foi vereador, deputado estadual, deputado federal. Daniel Vilela está preparadíssimo para ocupar a função de vice-governador”, ressaltou.

Daniel Vilela foi anunciado pelo governador Ronaldo Caiado, em 24 de setembro, como candidato a vice na chapa do democrata. A escolha foi considerada num momento precoce por analistas políticos. Desde então, de quando em vez, apoiadores do governador assopra críticas contra Daniel.

Numa entrevista à Rádio Alvorada, no início de dezembro, o ex-prefeito de Goianésia Renato de Castro disse que deverá apoiar à reeleição do governador, mas contestou a escolha de Daniel na vice, defendendo, inclusive, a filha do ex-prefeito Iris Rezende (Ana Paula) para o lugar de Daniel.

“Daniel não sabe fazer política e não agrega. Ele tem de aprender muito. Ana Paula agrega 100% do MDB”, disse Renato.


Leia mais: Dono de cartório de Rubiataba é encontrado morto após ser sequestrado

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -