Após repasse irregular, vacina pentavalente é distribuída aos estados

0
Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde iniciou nesta quinta-feira, 9, a distribuição de 1,7 milhão de doses da vacina pentavalente aos estados. Desde junho do ano passado, a oferta tem sido irregular por problemas com os fornecedores.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Leandro Nascimento, afirmou que a previsão é que o município receba as doses na próxima semana.

A vacina garante proteção contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria Haemophilus influenza tipo B (responsável por infecções no nariz e na garganta).

Fornecimento comprometido

O Ministério da Saúde alegou que compra a vacina por meio do Fundo Estratégico da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), pois não existe laboratório produtor no país.

Dessa forma, em julho de 2019, lotes do laboratório pré-qualificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) foram reprovados no teste de qualidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde e em análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Logo, o Ministério da Saúde solicitou em agosto a reposição do produto, mas, naquele momento, não havia disponibilidade imediata no mercado mundial.

Leia mais:

Vacinas de difteria, tétano e coqueluche chegam aos postos de saúde em Goiânia