30.8 C
Goiânia
sábado, 31, julho 2021
- Anúncio -

Aparecida começa vacinar gestantes e mulheres que deram à luz há 45 dias

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

As gestantes e puérperas serão imunizadas pela prefeitura de Aparecida de Goiânia. Segundo o município, o atendimento a esse grupo segue a recomendação do Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Estado de Goiás.

Para ser atendida, as moradoras da cidade que estejam grávida ou que tenha dado à luz nos últimos 45 dias poderão solicitar a vacinação pelo aplicativo Saúde Aparecida. Após agendamento, basta ir ao local com documento de identidade, CPF ou Cartão SUS, comprovante de endereço e comprovante da gestação ou do parto.

Para esse grupo, a imunização só ocorrerá mediante agendamento, segundo a coordenadora de Imunização do município, Renata Cordeiro.

“Como o Ministério da Saúde recomenda apenas a aplicação das vacinas Pfizer e CoronaVac em gestantes e puérperas, mantivemos a necessidade de agendamento para esse grupo. Assim, o envio de doses e aplicação em mulheres que se enquadrem nessa situação ocorrerá exclusivamente com os imunizantes recomendados, nas Unidades Básicas de Saúde e na Central Municipal de Imunização”, explica.

Ainda de acordo com Renata, antes desta decisão, apenas a imunização estava disponível às gestantes e às puérperas com comorbidades e era preciso apresentar prescrição médica.

“No último dia 11 a SES autorizou a vacinação de grávidas e mulheres no pós-parto, independente de comorbidade, e agora disponibilizamos a imunização também independente de pedido médico. A utilização de vacinas com vetor viral, como a da marca AstraZeneca, continuam suspensas para esse grupo, até que haja estudos científicos satisfatórios e comprovatórios de sua segurança”, completa.

Além desse grupo, o município atende atualmente pessoas em geral a partir de 46 anos de idade. Para essas pessoas, a prefeitura disponibiliza sete postos de atendimento e o drive-thru da Cidade Administrativa, que não precisa de agendamento.

Em todo o país, pouco mais de 11% da população já foram vacinadas com as duas doses da vacina contra a covid-19. Neste último sábado (19), o país superou a triste marca de 500 mil mortes em decorrência da doença.


Leia mais: Sindicom lamenta e repudia agressões que Silvye sofreu na madrugada desta segunda-feira

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -