Além de Goiânia, mais quatro cidades de Goiás irão aplicar doses da Pfizer

Essa nova remessa será distribuída em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade, Anápolis e Rio Verde.

0
Vacinas Pfizer Goiás
Até o momento, Goiás recebu 54.990 doses da Pfizer. (Foto: André Saddi / Secom Goiás)

O Governo de Goiás recebeu, na madrugada desta terça-feira (11), na Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), em Goiânia, o segundo lote de vacinas contra a Covid-19 da Pfizer. São 37.440 novas doses do imunizante, que vão ser utilizadas em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade, Anápolis e Rio Verde.

Conforme orientação do Ministério da Saúde (MS), os imunobiológicos serão direcionados às cidades capacitadas para o armazenamento e aplicação, devido às particularidades da vacina deste fabricante, que exige temperaturas mais baixas. Este segundo lote da Pfizer será utilizado para reforçar a aplicação de primeira dose em pessoas do grupo de comorbidades.

Somando as vacinas de todos os fabricantes, como CoronaVac, AstraZeneca/Oxford e a Pfizer, esta é a 19ª remessa encaminhada pelo Ministério da Saúde. Elas compõem o Plano Nacional de Imunização (PNI). No total, até o momento, o Governo de Goiás já recebeu 2.269.270 doses de imunobiológicos contra o coronavírus. 

Vacinados

Com este novo carregamento da Pfizer, o Governo de Goiás irá atingir 2.269.270 imunizantes distribuídos para todos os 246 municípios do Estado. Deste total, segundo levantamento, até a tarde de ontem (10/05), da Secretaria Estadual de Saúde, 1.029.545 foram aplicados como primeira dose. Outras 530.201 vacinas foram aplicadas como segunda dose. Com isso, o Estado ultrapassa 1.559.746 aplicações dos imunobiológicos.

Até o momento, a maioria das vacinas recebidas pelo Estado são da CoronaVac, fabricadas pelo Instituto Butantan, que somam 1.225.280 doses. Em seguida vem a AstraZeneca/Oxford, com 959 mil imunizantes, e por fim a Pfizer, com 54.990.


Leia mais: Por orientação da Anvisa, Goiânia suspende vacinação de gestantes com a AstraZeneca